Nº 36 – Homenagem ao antropólogo Sergio Figueiredo Ferretti

Nº 36 – Homenagem ao antropólogo Sergio Figueiredo Ferretti
dezembro 19 11:04 2018

A 14ª edição do Prêmio FAPEMA homenageia o antropólogo Sergio Figueiredo Ferretti, que até o início deste ano, exerceu atividades como professor emérito da Universidade Federal do Maranhão e foi coordenador da Graduação em Ciências Sociais e dos Mestrados em Políticas Públicas e em Ciências Sociais. Atuou ao longo de cinco décadas como pesquisador e orientador de muitas gerações de estudantes de graduação a pós-doutorado, contribuindo com seus estudos sistemáticos sobre religiões afro-brasileiras, tambor de mina, Casa das Minas, cultura popular, tambor de crioula e sincretismo. É autor de livros como Querebentã de Zomadônu – Etnografia da Casa das Minas do Maranhão e Repensando o Sincretismo, além de organizar outros títulos como Museus Afrodigitais e Política Patrimonial e Missa, culto e tambor: Os espaços das religiões no Brasil (este último com Gamaliel da Silva Carreiro e Lyndon de Araújo Santos). Ferretti também discorreu seu pensamento por meio de dezenas de artigos em periódicos científicos e capítulos de livros. Participou como membro de conselhos editoriais de vários periódicos científicos. Foi membro da Comissão Maranhense de Folclore e coordenador do Grupo de Pesquisa Religião e Cultura Popular (GPMINA/UFMA), que completou 25 anos em 2017. Ferretti incentivou a criação do Museu Afrodigital, um projeto filiado à rede da memória virtual da Biblioteca Nacional como depositório digital. A UFMA participa através do seu Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e de Grupos de Pesquisa vinculados ao Programa.

“Pelos caminhos de Ferretti” é nossa primeira reportagem (página 10) e conta sua trajetória desde a infância no Rio de Janeiro até a consolidação da carreira como reconhecido estudioso das religiões afro-brasileiras. Ninguém mais habilitada para falar do professor Ferretti, que sua companheira afetiva e intelectual, Mundicarmo Maria Rocha Ferretti. Ela abriu a porta de seu apartamento algumas vezes para a equipe de jornalistas da FAPEMA e ofereceu-nos, com leveza, humor e graça, todas as informações que precisamos para dar corpo a textos desta edição. Sem dúvidas, Mundicarmo Ferretti é a entrevistada a partir da página 18.

Escolhemos pesquisas que estudam temas voltados à obra de Sergio Ferretti: um perfil do encantado Dom Sebastião (página 26); preservação do folclore (página 36); a resistência contra intolerância religiosa (página 38); literatura de cordel (página 42); artesanato (página 46) e alimentação produzida em quilombos maranhenses (página 52). A coluna Na Estante (página 56) divulga obras escritas e organizadas por Sergio Ferretti. E a opinião da coluna Sábias Palavras (página 58) é tripla: o filho, André Ferretti; o amigo, João Leal; e o aluno, Thiago Santos, assinam textos em homenagem a Ferretti. Aproveitamos para também dizer: muito obrigado, professor Sergio Ferretti!

Maristela Sena|Editora

  Categorias: