Presidente da FAPEMA André Santos fala da atuação da Fundação em 2020 e perspectivas para 2021

Presidente da FAPEMA André Santos fala da atuação da Fundação em 2020 e perspectivas para 2021
dezembro 18 16:05 2020

O diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), André Santos, destacou, em entrevista ao programa Cientista PontoCom, que o Governo do Estado, mesmo com todos os impactos econômicos e sanitários em razão da pandemia da Covid- 19, investiu, em 2020, cerca de R$ 30 milhões no financiamento de projetos de pesquisa. Os editais lançados pela Fundação ao longo do ano, vinte no total, contemplaram cerca de três mil pesquisadores maranhenses, desde juniores a sêniores.

“Em razão da pandemia, que impõe a necessidade do isolamento social, o que impossibilitou a continuidade de algumas pesquisas, a FAPEMA deixou de publicar editais como o de Eventos, Cooperação Nacional e Internacional e Estágio Nacional e Internacional. Mas seguimos, por orientação do governador Flávio Dino, investindo na pesquisa trabalhando com editais como Mestrado e Doutorado e outros que não estavam planejados mas que foram lançados ao longo do ano”, disse o presidente André Santos se referindo a editais como as duas chamadas públicas emergências de Discentes e Professores da Saúde e emergencial Fomento à Pesquisa no Enfrentamento às Pandemia e Pós-Pandemia da Covid-19.

No âmbito dos editais na área da saúde, ele destacou, ainda, o edital PPSUS, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O edital, que também vai financiar projetos voltados para o enfrentamento da Covid, tem como objetivo apoiar atividades de CT&I que promovam a melhoria da qualidade da atenção à saúde do Estado no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS).

André Santos disse que muitos dos editais lançados em 2020 são resultados de cooperações construídas desde 2019, a exemplo dos editais, alguns inéditos, em parceria com Imesc, meio ambiente, segurança pública, secretaria das cidades e da saúde.

O presidente destacou o trabalho da FAPEMA no cenário. “Em pesquisa recente apresentada pela Confap mostra que a aplicação de recursos financeiros, por doutores no Estado, é o terceiro no país, perdendo apenas para São Paulo e Espírito Santos. O Maranhão também tem se destacado no volume de investimentos destinados às pesquisas no Estado”, disse o gestor.

INOVAÇÃO

No ano de 2020 o Governo do Estado também investiu no financiamento de projetos inovadores. Nesta linha foram lançados os editais Centelha e Tecnova. As chamadas visam estimular o empreendedorismo inovador por meio de capacitações para o desenvolvimento de produtos (bens e/ou serviços) ou de processos inovadores e apoiar por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis). O fomento nesta área visa, ainda, a geração de empresas de base tecnológicas a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do estado do Maranhão.

PERSPECTIVA PARA 2021

A FAPEMA trabalha com a perspectiva de lançar editais, que tiveram que ser postergados este ano em razão da pandemia, logo que o cenário de crise mude, o que deve acontecer a partir da vacinação.

Persistindo o cenário atual de crise sanitária, segundo informou André Santos, a FAPEMA pensa em adaptar editais como os de eventos científicos para o financiamento da participação de estudantes em eventos virtuais. “Temos um quadro ainda indefinido e trabalhamos com a possibilidade dos dois cenários”, disse André Santos.

Ainda como parte do plano de trabalho de 2021 está previsto trabalhar mais ainda a divulgação das ações da Fundação juntos as instituições e pesquisadores do interior do Maranhão de forma presencial ou por meio de reuniões virtuais. Também serão fomentadas as ações de divulgação científica coordenadas pelo Núcleo de Difusão Científica da FAPEMA que, neste ano, inovou com a criação de novos produtos que são divulgadas nas redes sociais a exemplo do programa Cientista PontoCom.

Ao final da entrevista André Santos agradeceu e parabenizou todos os pesquisadores maranhenses que contribuem para melhoria da qualidade de vida da população e no crescimento do Estado, com votos de um feliz Natal e Ano Novo e um ano de 2021 muito melhor.

  Categorias: