Encob discute políticas públicas relacionadas à questão das águas

Encob discute políticas públicas relacionadas à questão das águas
outubro 25 17:56 2011

O decreto assinado pela governadora Roseana Sarney que regulamenta a política de lei de recursos hídricos do Maranhão foi apresentado pelo secretário de Estado de Meio Ambiente, Victor Mendes, durante abertura do XIII Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob), em São Luis, na noite desta segunda-feira (24).“O decreto é o caminho para criação do Comitê de Bacias, que será estruturado com gestão compartilhada”, disse o secretário de Estado de Meio Ambiente, Victor Mendes. O evento acontece até sexta-feira, 29. 

A discussão de políticas públicas relacionadas à questão das águas e os desafios de construção de pactos pela gestão integrada e responsável dos recursos hídricos são alguns dos temas que serão debatidos por cerca de 1500 pessoas que participam do Encontro, uma realização do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, em parceria com o Governo do Maranhão, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais, com o apoio na organização da Rede Brasil de Organismos de Bacia (Rebob).

vice_gov“Este evento é muito importante para despertar uma consciência ambiental, principalmente neste momento vivido pelo Maranhão, de desenvolvimento e mudanças para melhor. Precisamos incentivar a política de preservação dos nossos rios”, declarou o vice-governador Washington Oliveira, na abertura do evento. Participaram ainda da solenidade o presidente da Assembléia Legislativa, Arnaldo Melo;a deputado federal, Sarney Filho;Diretor da Agência Nacional de Águas do Ministério do Meio Ambiente, Vicente Andreu; deputados estaduais, vereadores, representantes de comitês de bacias hidrográficas do Brasil e Internacionala e da diretora Administrativa e Financeira da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Stael Chaves, que representou a presidente da instituição, Rosane Nassar Meireles Guerra.

Para o coordenador geral do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, Lupércio Ziroldo, o primeiro e importante passo já foi dado pelo governo do Estado, beneficiando o maranhão na aceleração da discussão sobre a gestão da água. “A criação do comitê vai garantir a discussão sobre a gestão da água e conseqüentemente a deliberação de políticas púbicas elaboradas pela sociedade civil organizada e governo”.

O desafio segundo Ziroldo, é a universalização do saneamento. A opinião do coordenador é a mesma do presidente da Associação Comunitária Itaqui-Bacanga, Gerge Pereira. Ele disse que essa é uma questão importante que precisa se abordada com urgência e atenção. Ele ressaltou que no Itaqui-Bacanga habitam 250 mil pessoas e que o Rio Bacanga atravessa 80 bairros sem nenhum tratamento de esgoto. “O fato desse encontro acontecer em São Luis é muito importante, porque faz com que os olhos de todos se voltem para nossas bacias hidrográficas”, observou . 

O Encob está dividido em duas partes: Um encontro nacional que reúne integrantes do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas e o Encontro Maranhense de Governanças das Águas que por sua vez reúne integrantes das bacias de Itapecuru, Preguiças, Mearim, Tocantins, Munin, Parnaíba e Litoral Ocidental.

A diretora Administrativa e Financeira da Fapema, Stael Chaves disse que a Fundação comunga da preocupação com tudo que diz respeito a preservação do meio ambiente e que o encontro traz a tona uma realidade de grande valor que precisa ser discutida com interesse,  que é a questão da gestão da água.

 

  Categorias: