FAPEMA adere à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

FAPEMA adere à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa
novembro 13 17:36 2019

Nesta terça-feira, dia 11, o Diretor-presidente da Fundação de Amparo ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA, André Santos e o coordenador do Núcleo de Informática da instituição, Esdras Gama, reuniram-se com o Coordenador da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Nélio Guilhon, no Ponto de Presença (PoP) com sede na Universidade Federal do Maranhão – UFMA para formalizar convênio de conexão a provedor.

Com a adesão da FAPEMA à RNP é possível promover a integração global e a colaboração apoiada em tecnologias de informação e comunicação para a geração do conhecimento e a excelência da educação e da pesquisa. Em cada Estado tem um ou mais PoPs que oferecem a logística disponibilizada pela RNP para as instituições de educação, ensino e pesquisa.

Para André Santos, a RNP traz para FAPEMA a integração com a rede nacional de pesquisa que prove diversos serviços inclusive banda larga e na sua visão, a Fundação terá um retorno positivo com esta adesão. “A FAPEMA era a última a Fap do país que não estava integrada a RNP. Demos um importante passo no sentido de otimizações quanto ao nosso site, o sistema Patronage, bem como outras ações que iremos implantar dentro da Fundação no que concerne a virtualização de serviços. Demos um salto de qualidade e de conexão”, declarou.

Na reunião, Nélio Guilhon esclareceu dúvidas e ressaltou os benefícios que a Fundação terá com a adesão à RNP. “A FAPEMA ao se conectar a Rede nacional de Pesquisa-RNP através da Rede Ipê, a rede acadêmica brasileira, não terá apenas acesso à internet de qualidade, mas também a uma rede que suporta a transmissão de grandes volumes de dados com serviços que agregam valor aos projetos científicos e também para o desenvolvimento de novas tecnologias para seus projetos”, disse.

Sobre a RNP

Atualmente com mais de 1.000 unidades em todo território nacional, interligadas por meio de rede de alta capacidade, a RNP foi institucionalidade como organização social em 2002. Recentemente, a Portaria Interministerial 3.825 (12.12.2018) reformulou o Programa Interministerial que mantém a organização e passou a ser chamar Programa Interministerial RNP (Pro-RNP). O Pro-RNP é coordenado pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Educação (MEC), auxiliado pelo Comitê Gestor e executado pela RNP.

  Categorias: