Maranhão é o 2º estado com maior número de inscritos na SBPC 2013

Maranhão é o 2º estado com maior número de inscritos na SBPC 2013
julho 26 17:47 2013

DSC 2084Durante coletiva na tarde desta quinta-feira (25), a presidente da SBPC, Helena Nader, mesmo sem apresentar números totais do evento, que representa o número de inscritos e de  visitantes, disse que pelo público observado nos minicursos, encontros, mesas-redondas e na ExpoT&C já é possível dizer que a 65ª SBPC foi um sucesso. O Maranhão foi o segundo estado com maior número de inscritos, perdendo apenas para Pernambuco, onde a reunião esta sendo realizada até esta sexta-feira (26).

“Os números totais só teremos na próxima semana, mas já sabemos que o número de inscritos foi superior a 23 mil, o que representa um número maior do que a edição do ano passado. Temos visto a cada ano o crescimento do número de participantes no evento, o de São Luís superou o de Goiânia e agora o de Recife supera a reunião do Maranhão”, disse Nader ao fazer o balanço do evento. A coletiva contou também com a participação do Reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Anísio Brasileiro. Na ocasião foi feito um balanço do evento.

Na ocasião foi anunciada a data e o local da 66ª reunião. Ela acontecerá no Estado do Acre, na capital Rio Branco, no período de 20 a 25 de julho, logo após o final da copa do mundo. O tema e a logística do evento ainda serão definidos, mas Nader adiantou que a SBPC vai buscar a parceria de companhias áreas para facilitar a ida de participantes para reunião, que poderão contar com voos diretos para a cidade.  “Vamos trabalhar neste sentido: em voos diretos e com valores especiais para os participantes”, disse.

ColetivaNovidades – Helena lembrou que uma das novidades da SBPC deste ano foi a realização do evento em duas semanas. A primeira delas com a oferta de cursos a professores do interior do Estado teve 6,9 mil inscritos. “Nos surpreendemos tanto pelo volume de pessoas interessadas quanto pela qualidade do conteúdo e dos pesquisadores que conseguimos mobilizar”, disse a presidente. Ela também destacou que as discussões realizadas durante a reunião tiveram papel significativo no processo de construção de uma nova legislação para a área de ciência, tecnologia e inovação.

Na programação do evento constaram a realização de 266 atividades, sendo 82 conferências, 87 mesas-redondas, 60 minicursos, 16 encontros, nove sessões especiais, seis simpósios e seis assembleias, com a participação de pesquisadores renomados do Brasil e exterior, além de gestores do sistema estadual e nacional de ciência e tecnologia. “Como acontece em todo evento do porte da SBPC tivemos algumas atividades canceladas, mas conseguimos cumprir 95% do que foi programado”, contou Nader.

Para o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, que manifestou sua gratidão e reconhecimento à SBPC, o maior legado do evento foi a demonstração de que a ciência pode ser aliada no processo das transformações que a sociedade vem demandando. “Acolhemos esse evento, em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura do Recife e outras entidades de ensino, por entender que iniciativas dessa natureza fortalecem o sentimento de cidadania e pertencimento da sociedade brasileira”, disse.

Participação do Maranhão – O estande da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) recebeu milhares de pessoas durante os cinco dias do evento. O público maior de visitante ocorreu durante o lançamento de livros de pesquisadores maranhenses apoiados pela FAPEMA. Dentre os livros lançados, destaque para o livro Pesquisadores do Maranhão, organizado pelo Núcleo de Difusão Científica da FAPEMA. A publicação traz o resumo de projetos de pesquisas que receberam o financiamento da fundação por meio de editais como o Universal, PPP e Maranhão Faz Ciência.

“Revista, folders, vídeos e CDs com informações sobre as ações de ciência e tecnologia, turismo, cultura e indústria e comércio também despertaram o interesse de quem visitou o estande”, conta a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra. “O evento foi muito importante no sentido de divulgação e também na troca de experiência com outras instituições”, completou a presidente.

O pernanbucano Klayton Assunção, do curso de engenharia Mecânica da UFPE, um dos que estiveram no estande da FAPEMA, disse que já conhecia um pouco da cultura do estado e que ao ver o material trazido pelo Maranhão para a ExpoT&C ficou encantado. “Despertou ainda mais meu interesse em conhecer o Estado, os Lençóis e São Luis que é patrimônio histórico, principalmente”, disse.

ministro visita estandeVisitas ilustres como o ministro da Ciência e Tecnologia, Antônio Raupp, o ex-ministro, Sérgio Resende, e a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazônia, Olivia Simão, também estiveram no estande da FAPEMA e foram recebidos pelo secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, José Costa e da presidente da FAPEMA, Rosane Guerra.    

  Categorias: