Prêmio FAPEMA 2014 tem resultado divulgado

Prêmio FAPEMA 2014 tem resultado divulgado
outubro 13 12:20 2014

premio 2014 notA Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA divulgou, na manhã desta segunda-feira (13), o resultado do Prêmio FAPEMA 2014. A lista com os premiados pode ser acessada no portal fapema.br, na seção “Resultados Editais” ou clicando aqui.

“Foi uma disputa acirrada e muito positiva. O Prêmio é uma oportunidade de divulgação científica e de chamar atenção sobre o está sendo produzido no Maranhão”, disse a presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra.

A avaliação dos trabalhos foi coordenada pela presidente da FAPEMA, acima citada; pela diretora científica, Cláudia Coelho; a assessora de planejamento, Márcia Maciel; e por uma comissão composta por dez consultores ad-hoc das mais renomadas instituições de ensino superior do país. Juntos analisaram um total de 129 trabalhos inscritos.

“O que foi julgado aqui foi o mérito técnico/científico com a marca da transparência e isenção. A comissão avaliadora, por exemplo, foi toda formada por professores de fora do estado”, observou Rosane Guerra.

Os inscritos, alunos do ensino médio, de graduação, mestres, doutores, pesquisadores, inventores, empresas inovadoras e pessoas que tenham contribuído para preservação dos bens materiais e “saberes populares”, concorreram em nove categorias, que englobam diversas áreas de conhecimento, desde as ciências humanas e exatas. As categorias foram: Pesquisador Júnior, Jovem Cientista, Dissertação de mestrado, Tese de doutorado, Pesquisador Sênior, Divulgação Científica, Inovação tecnológica, Desenvolvimento humano e Empresa inovadora.

“Esse é um Prêmio que vai desde o aluno do ensino médio até o pesquisador sênior, incluindo pessoas da comunidade com categoria de desenvolvimento humano, empresas que estão investindo em inovação, que também é uma categoria importante e até a própria inovação, quer seja na empresa ou quer seja na academia”, considerou a presidente da Fundação.

DSC 0800Em sua décima edição, o Prêmio traz este ano o tema “Energias alternativas: O desafio do uso de energias limpas e de grande desempenho para o desenvolvimento do Maranhão”. As premiações que variam de R$ 2 a 10 mil, dependendo da categoria do vencedor. Serão entregues ainda além das premiações em dinheiro, troféus e certificados. A premiação tem como objetivo reconhecer o talento dos pesquisadores locais e estimular a divulgação científica e tecnológica no estado.

Durante a avaliação, os consultores elogiaram a qualidade dos trabalhos que estavam concorrendo. A biomédica com mestrado na área de microbiologia e doutorado em Imunologia, Flávia Afonso Lima, da Universidade de São Paulo – USP elogiou a iniciativa e forma de condução do julgamento da FAPEMA.

“Vi trabalhos bem estruturados e boa qualidade. Como nordestina, de Sergipe, percebo a diferença entre meu estado e aqui no Maranhão, vocês têm um incentivo realmente interessante pela FAPEMA e que as pessoas estão fazendo ciência e com qualidade. Gostei bastante. A Fundação está de parabéns”, declarou a doutora.

DSC 0816

“Aqui foi demonstrado qualidade e organização na condução de todo o processo de avaliação. São profissionais muito organizados. A equipe de servidores competente e atentos”, afimou o doutor em Química Orgãnica e Pós-doutorado em Biologia Molecular, Brenno Amaro da Siveira Neto, da Universidade de Brasília – UNB.

Para presidente da Fapema, Rosane Guerra, frente às edições do Prêmio e na condução dos trabalhos da Fundação, tudo foi aprendizado positivo.

“Foi um período de grande aprendizado tanto pessoal como profissional por conta de todos os movimentos que temos que vencer e aprender em todas as áreas de gestão, economia, contabilidade entre outros, e ainda o contato com os pesquisadores, mas sobretudo, tratar a Fundação de forma digna, fazendo com que ela seja reconhecida nacional e internacionalmente como uma agência de fomento séria que investe em ciência, tecnologia e inovação com base em critérios internacionais de julgamento”, considerou a presidente, Rosane Guerra.

  Categorias: