Prorrogadas, até o dia 24 de abril, inscrições ao Edital Centelha

Prorrogadas, até o dia 24 de abril, inscrições ao Edital Centelha
março 31 13:16 2020

Os interessados em submeter propostas ao Edital nº 22/2019 – CENTELHA ganharam um prazo maior para se inscrever. As inscrições foram estendidas até o dia 24 de abril. As propostas podem ser submetidas por pessoas físicas ou empresas com até 12 (doze) meses de existência anteriores à data de publicação do edital e faturamento bruto anual de até R$4, 8 milhões, sediadas no Maranhão. O Edital é uma iniciativa do Governo do Estado do Maranhão e da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), no âmbito do programa “Inova Maranhão”. O valor global de recursos para os projetos é de R$ 1.480.000,00.

O diretor-presidente da FAPEMA, André Santos, destaca que o objetivo do edital é estimular o empreendedorismo inovador por meio de capacitações para o desenvolvimento de produtos – bens ou serviços – ou de processos inovadores e apoiar por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis). Ele visa também a geração de empresas de base tecnológica a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do estado do Maranhão.

Serão apoiados prioritariamente projetos inovadores nas seguintes temáticas: Automação; Big Data; Biotecnologia e Genética; Blockchain; Design; Eletroeletrônica; Geoengenharia; Inteligência artificial e machine learning; Internet das coisas (IoT); Manufatura avançada e robótica; Mecânicae mecatrônica; Nanotecnologia; Química e Novos materiais; Realidade aumentada; Realidade virtual; Segurança, privacidade e dados; Tecnologia Social; e Tecnologia da Informação (TI), Telecom, prioritariamente oriundos de demanda da economia maranhense.

+Os projetos devem ter suas soluções aplicadas aos setores: Administração Pública; Aeroespacial; Agronegócio; Automotivo; Bens de Capital; Borracha e Plástico; Cerâmica; Comércio e Varejo; Construção Civil; Construção Naval; Economia Criativa; Economia do Turismo, Gastronomia, Eventos e Lazer; Educação; Elétrico e Eletrônico; Energia; Fabricação de Alimentos e Bebidas; Farmoquímico e Farmacêutico; Financeiro; Jurídico; Madeira e Móveis; Marketing e Mídias; Meio Ambiente e Bioeconomia; Mercado Imobiliário; Metal-Mecânico e Metalurgia; Mineração; Papel e Celulose; Pesca e aquicultura; Petróleo e Gás; Químico; Saúde e Bem Estar; Segurança e Defesa; Social; Tecnologia da Informação e Telecomunicações; Têxtil, Confecção e Calçados; e Transporte, Logística, Mobilidade, prioritariamente oriundos de pesquisas e inovações das Instituições de Ensino Superior (IES)do Maranhão.

Mais informações em www.fapema.br

  Categorias: