Seminário PPSUS encerra atividades com mostras eficazes de trabalhos para melhoria da Saúde no estado

Seminário PPSUS encerra atividades com mostras eficazes de trabalhos para melhoria da Saúde no estado
janeiro 24 19:24 2014

DSC 4101Terminou na manhã desta sexta-feira, 24, o Seminário de Avaliação do Programa de Pesquisa para o SUS, cujo edital é fruto da parceira entre o Governo do Estado, através da Fundação de Amaparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA , o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPQ e o Ministério da Saúde.

Durante os três dias de evento foram apresentados os resultados das pesquisas realizadas através do edital de 2009/2010 e uma mostra com os projetos aprovados na última edição de 2013. As avaliações nos trabalhos já concluídos, e também nos novos projetos, foi realizada por uma banca composta por consultores “Ad Hoc” juntamente com o representante do Ministério da Saúde, Luiz Campelo, analista do Departamento de Ciência e Tecnologia.

Para a professora da Universidade Federal do Ceará – UFC, Marta Damasceno, “o evento tem como qualidade principal possibilitar que os novos projetos recebam ajustes”. “Já os trabalhos que foram desenvolvidos em 2009/2010 é muito bom perceber que foram aplicados de maneira eficaz na saúde do estado. Aprende-se muito em eventos como esse, há características comuns e diferentes entre o Maranhão e outros estados, e a troca de experiências é muito grande. A Fapema, como sempre, tem um grande mérito em conduzir tão bem a realização de eventos desse tipo”, ressaltou a professora.

Estudos sobre hepatite, pneumonia e dengue foram apenas alguns dos apresentados durante os três dias do Seminário. A cargo de Valéria Cristina Pinheiro, professora da Universidade Estadual do Maranhão, pólo de Caxias, está o projeto que busca a coleta de fêmeas do mosquito Aeges aegypti e detecção de sorotipos virais caudadores da Dengue, para que medidas mais eficases sejam tomadas no controle da doença. “Precisamos direcionar melhor as ações de combate em regiões onde se saiba exatamente de onde vem os mosquitos, reduzindo também o uso de produtos químicos”, explica a professora.

Outro projeto, do professor Lidio Gonçalves Neto, da Universidade Ceuma, busca avaliar a pneumonia adquirida no estado. Para o professor, a pneumonia tem sido negligenciada em todo o país, mas ainda é um problema a ser solucionado. “É importante que se descubram novos métodos de tratamento uma vez que os atuais, mesmo apresentando resultados, o fazem em um tempo muito longo”, diz o pesquisador.

Mas nem só de tratamentos clínicos vive a saúde. Assim, o trabalho da professora Sally Cristina Monteiro move o foco para a atenção prestada pelos profissionais de saúde aos pacientes. “Doenças crônicas, e muito comuns, como hipertensão e diabetes, muitas vezes deixam de ser tratadas por conta de barreiras impostas pelos pacientes. Isso se resolve com um melhor trato, humanizado, por parte dos enfermeiros e médicos. A barreira é quebrada quando as pessoas entendem que precisam de tratamento. Às vezes é preciso que se intervenha”, aponta.

Para o edital PPSUS 2013 foram disponibilizados R$1,2 milhão de reais, dos quais 400 mil são recursos provenientes do Governo do Maranhão.

  Categorias: