Começa no domingo: participe da 73ª Reunião Anual da SBPC!

O evento, que traz uma vasta programação, como painéis, mesas redondas, conferências, apresentações culturais, entre outras atividades, terá entre os participantes pesquisadores renomados e gestores do sistema estadual e nacional de CT&I. Em parceria com a UFJF, esta edição da RA será realizada de forma virtual entre os dias 18 e 24 de julho. Confira a programação!

Começa no domingo: participe da 73ª Reunião Anual da SBPC!
julho 13 16:30 2021

Começa neste domingo, 18 de julho, a 73ª edição da Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizada de forma virtual em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Este ano, o evento terá como tema “Todas as ciências são humanas e essenciais à sociedade”. A cerimônia de abertura será transmitida a partir das 18h pelo canal da SBPC no YouTube.

O evento, que se encerrará no dia 24, terá uma programação intensa, com painéis, mesas redondas, conferências, apresentações culturais na SBPC Cultural, premiações e muitas atividades científicas interativas na SBPC Jovem e Família. As atividades terão entre os participantes pesquisadores renomados e gestores do sistema estadual e nacional de CT&I.

A programação científica se soma às atividades da SBPC Inovação, SBPC Afro e Indígena. No total, serão realizadas, ao longo da semana, 32 conferências, 52 mesas-redondas, 22 painéis, 04 sessões especiais e 03 oficinas de bate papo. Além disso, serão oferecidos 34 WEBMinicursos, com carga horária de 8 horas, em diversas áreas do conhecimento.

Entre os temas que serão debatidos nas conferências estão “Pronasolos: diretrizes e desafios de inovação à comunidade científica”, “A importância da divulgação científica na pandemia”, “A mídia na escola: caminhos para a alfabetização midiática”, “A obra de Paulo Freire”, “Covid-19 e os desafios do complexo econômico-industrial da saúde no Brasil”, “O desmantelamento das políticas ambientais no Brasil em cenários de pandemia da covid-19″, “Sistema Único de Saúde do Brasil: os primeiros 30 anos e perspectivas para o futuro”,  entre outros.

Entre alguns dos assuntos discutidos nas mesas-redondas estão “Emergência climática, políticas ambientais e desafios à educação ambiental”, “Diplomacia da inovação: oportunidades para o Brasil”, “Direitos das mulheres no Brasil: onde estamos e para onde vamos”, “Inovação e ecossistemas de empreendedorismo”, “A Década do oceano no Brasil”, “Despejo e violência contra indígenas e quilombolas durante a pandemia”, além de outros.

Temas como “A CT&I no Brasil-quadro atual”, “Liberdade de direitos humanos”, “Universidade pública e a pandemia da covid-19: produção de conhecimento para o benefício da sociedade”, “Desindustrialização no Brasil”, “Proantar: ciência brasileira na Antártica para o mundo”, “Populações tradicionais na pandemia covid-19: gestão territorial e soberania de dados”, “Rumo à independência – as comemorações do bicentenário” e “A situação da pandemia no Brasil”, serão discutidos nos painéis.

Este ano o evento terá três sessões de “Bate-papo” às 20 horas, que debaterão “A violência na sociedade brasileira”, “A democracia no Brasil e as visões brasileiras” e “Análise de documentos do governo federal sobre a pandemia”.

WEBMinicursos

Os interessados em realizar alguns dos 34 WEBMinicursos podem se matricular  até o dia 18 de julho. Para quem se interessa pela área de exatas, serão ofertadas atividades como, por exemplo, “O uso dos experimentos mentais como uma possível metodologia de ensino para matemática”, “Modelagem matemática e computacional na covid-19″ e “Recursos e estratégias para o ensino online e ativo da química”. Os entusiastas da divulgação científica poderão participar de cursos como “Divulgação científica: o desafio de incluir diferentes públicos”, “Metodologia e divulgação científica” e “Redes sociais para divulgação da ciência”.

Já para quem é mais ligado na área de Educação, os WEBMinicursos “Ensino de ciências como brinquedos científicos de baixo custo”, “Educação na prisão – formação de professores para atuação em contextos de privação de liberdade” e “Movimentos sociais populares e educação no campo” são oportunidades para ampliar o conhecimento.

Os WEBMinicursos contam com quatro aulas, sendo as três primeiras videoaulas gravadas e disponibilizadas até 25 de julho, e a última ao vivo, pelo Zoom, será realizada em data específica. Cada minicurso tem carga horária de oito horas, com direito a certificado de frequência para quem assistir a todas as aulas gravadas e à aula ao vivo.

Os interessados poderão se inscrever em até cinco minicursos. Veja aqui a lista completa dos WEBMinicursos.

SBPC Jovem e Família

A programação da SBPC Jovem e Família apresentará atividades multidisciplinares que envolvem todas as áreas do conhecimento. As atividades, totalmente virtuais e abertas a todos, têm início no dia 17 de julho e se estendem até o dia 24; apenas no domingo, 18, não haverá ações programadas.

A água no planeta, a vida no futuro, algoritmo ou desafios de lógica são alguns dos tópicos que serão abordados nos encontros virtuais.

Entre as atrações da SBPC Jovem e Família está a II Colônia de Férias Científica do Centro de Ciências da UFJF – Edição de Inverno, que será realizada de 19 a 23 de julho de 2021 no formato online. Serão 20 vagas por estado do Brasil, e cada sala de transmissão terá crianças de várias regiões do país! As inscrições vão até o dia 16 de julho de 2021. Mais informações aqui.

SBPC Cultural

Apresentações musicais e de teatro e ópera compõem as atrações da SBPC Cultural, que será exibida diariamente, a partir das 21h30, pelo canal da SBPC no YouTube. O objetivo é divulgar expressões e valores artísticos, locais e regionais.

Na abertura do evento, domingo (18), o público poderá conferir a apresentação do Coral da UFJF, um dos mais antigos corais brasileiros em atividade ininterrupta há 55 anos, comemorados em 2021. Nem mesmo a pandemia interrompeu a atividade do grupo, que tem atuado remotamente com a gravação de vídeos como o dessa homenagem às mulheres e sua luta pela igualdade de gêneros, raça e contra o feminicídio. O Coral interpreta a música Angélica, composta por Chico Buarque e Miltinho para a estilista Zuzu Angel, morta pela mesma ditadura que assassinou seu filho, Stuart Angel, na década de 1970. Sua luta simboliza a de tantas outras mães brasileiras que choram a perda de seus filhos para a violência.

Mais informações no site oficial do evento.

 

Fonte: Jornal da Ciência

  Categorias: