Comissão do Senado aprova criação de três novos centros de tecnologia no País

dezembro 02 13:31 2013

O Brasil poderá contar em breve com três novos centros de tecnologia. Nesta quarta-feira (27), a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Controle (CMA) do Senado aprovou um Projeto de Lei de autoria do Executivo que cria os o Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste, o Instituto Nacional de Pesquisa do Pantanal e Instituto Nacional de Águas. Os novos projetos não têm data prevista para a implantação e ficarão sob administração do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Cada uma destas unidades terá uma função específica para atender demandas relacionadas à sua área de atuação. O Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste tem como meta incentivar o desenvolvimento econômico da região, além de ajudar a formar redes temáticas de pesquisas interdisciplinares que atendam às demandas apresentadas nesta parte do País.

Já o Instituto de Pesquisa do Pantanal servirá para dar infraestrutura de apoio às pesquisas desenvolvidas na região. Além disso, vai ajudar no desenvolvimento de modelos e bancos de dados para a transferência de conhecimento.

Por fim, caberá ao Instituto Nacional de Águas desenvolver conhecimento e novas tecnologias para o uso racional e melhor festão dos recursos hídricos brasileiros, além de buscar soluções para minimizar os impactos das mudanças climáticas.

Museu muda de local

Além dos centros de pesquisa, a CMA do Senado aprovou a transferência do Museu de Biologia Mello Leitão, que fica em Santa Teresa (ES), para a sede do MCTI, em Brasília (DF). A alegação é que, na capital federal, os cerca de 40 mil exemplares de espécimes oriundos da Mata Atlântica, terão maior destaque para o público em geral.

O nome da instituição também mudará. Ele passará a ser chamado de Instituto Nacional da Mata Atlântica. O Museu de Biologia Mello Leitão foi criado em 1949 e estava sob a alçada do Ministério da Cultura.

  Categorias: