COVID-19: Pesquisadores do IFMA avaliam efeitos de tratamentos preventivos

A coleta de dados será realizada por todo o mês de maio e os resultados serão divulgados em junho

COVID-19: Pesquisadores do IFMA avaliam efeitos de tratamentos preventivos
maio 07 09:40 2020

Pesquisadores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) estão buscando identificar e avaliar possíveis fatores de benefícios e riscos de tratamentos preventivos utilizados contra a Covid-19.

A investigação é realizada por profissionais de Ciência da Computação e Políticas Públicas da instituição, em colaboração com a área médica. Com apoio institucional da Secretaria Estadual de Saúde, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) e do IFMA, o trabalho se configura como uma tentativa de contribuir para a construção de novos protocolos de abordagem e manejo de casos futuros da doença.

“Buscamos relatos de eficiência ou ineficiência no uso, de forma preventiva, de medicamentos alopáticos, homeopáticos, fitoterápicos e receitas caseiras contra coronavírus”, explicou o professor Gentil Cutrim Júnior, que coordena a pesquisa.

 

Metodologia

Quem desejar participar da avaliação individual responderá a um questionário de acompanhamento e / ou entrevista, no ambiente digital. “Ele deve fornecer contato com o número de whatsapp, autorizando o recebimento de mensagens para que a equipe de estudo possa entrar em contato”, explicou o professor Gentil.

“A participação é por meio de questionários on-line, de forma anônima e o pesquisado tem autonomia para decidir se deseja ou não participar, bem como desistir no momento em que desejar, sem necessidade de qualquer explicação e sem nenhuma forma de penalização”, prosseguiu.

Somente podem participar maiores de 18 anos de idade e é garantido o sigilo da identidade dos respondentes. Para acessar o formulário, clique aqui: https://forms.gle/yfyWKjWWcqVF3mWR6

A divulgação dos resultados quantitativos está prevista para junho deste ano.

O nome do pesquisado não será requisitado em nenhum momento. “Nenhuma publicação baseada nessas entrevistas irá revelar os contatos de qualquer participante da pesquisa”, garantiu o coordenador.

 

A concepção do projeto
O coordenador Gentil Cutrim ressalta que o projeto nasceu de uma inquietação. “Constatamos que em alguns países da Ásia e da África o índice de mortalidade é menor que o número de países da Europa, mesmo diante de um sistema de saúde precário e em que o isolamento social é inviável”, pontuou.

 

A relevância da pesquisa
Para a prevenção contra a Covid-19, há relatos de brasileiros utilizando usam substâncias normalmente prescritas em tratamentos de malária, reumatismo, inflamação nas articulações e lúpus. Outras pessoas alegam que usam, como prevenção, instrumentos que aumentam a imunidade do organismo, antioxidantes e remédios homeopáticos, além de alimentos e plantas medicinais para a prevenção contra gripes, resfriados e infecções, como alho, cebola, brócolis, couve, inhame, limão, beterraba, mel, própolis, gengibre e castanha do pará.

“Desconhecemos qualquer outra investigação nesse sentido que avalie esse uso preventivo e estamos preenchendo essa lacuna, com o objetivo de ajudar a salvar vidas”, concluiu Cutrim.

 

Quem integra o projeto

Coordenador da Pesquisa :

 

 

 

Gentil Cutrim Serra Júnior, doutor em Políticas Públicas, mestre em Engenharia de Eletricidade, com graduação em Ciência da Computação e Direito, é professor adjunto do IFMA Campus Monte Castelo.

 

Equipe Executora:

 

 

• Cristiane Gonçalves Reis, médica especialista pela Associação Médica Brasileira em Homeopatia.

 

• Josenildo Costa da Silva, mestre em Informática, bacharel em Ciência da Computação, com experiência e ênfase em Inteligência Artificial, é professor do IFMA.

 

 

 

 

• Gustavo Henrique Batista Santos Oliveira, Técnico em Tecnologia da Informação da IFMA, é mestre em Ciência da Computação, com graduação em Sistemas de Informação e experiência e ênfase em Aprendizagem de Máquina, com estudo em eletroencefalograma, Complexo-K, espectrograma multitaper, estudo do sono e análise espectral.

  Artigo "tagged" as:
  Categorias: