FAPEMA abre 1º Conexão Ciência Maranhão e apresenta resultados de pesquisas que somam recursos superiores a R$ 4 milhões

Evento aberto nesta quinta-feira (08) segue até amanhã quando será apresentado resultados do edital Bolsa de Produtividade e lançado o edital do Prêmio FAPEMA-2021

FAPEMA abre 1º Conexão Ciência Maranhão e apresenta resultados de pesquisas que somam recursos superiores a R$ 4 milhões
julho 08 14:12 2021

Os resultados de pesquisas financiadas pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), estão sendo apresentados durante a primeira edição do Conexão Ciência Maranhão, aberto nesta quinta-feira (08) pelo diretor-presidente da Fundação, André Santos. Nesta primeira edição do evento estão sendo mostrados resultados de 55 das mais de cem pesquisas financiadas por meio dos editais Convid-19, Produtividade, Startup e Economia Criativa realizadas no período de 2019 a 2020. O evento, que acontece de forma virtual e está sendo transmitido pelo canal do Youtube da FAPEMA, tem duração de dois dias e será encerrado nesta sexta-feira (09).

A atenção e os investimentos do Governo do Estado na área da ciência, tecnologia e inovação foram destaque durante a abertura do evento que reuniu no primeiro dia de atividades, representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa no país (Confap), reitores e pró-reitores de instituições de ensino do Maranhão. A palestra magna da secretária-geral da SBPC, eleita para o triênio 2021 a 2023, Cláudia Linhares, com o tema “Sistema Nacional de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia: qual é o plano?” suscitou várias discussões acerca dos investimentos na área.

Durante seu pronunciamento o diretor-presidente da FAPEMA, André Santos, destacou que hoje, mais do que nunca, está claro que o crescimento do país e a superação dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19 que impactou, sobretudo, na economia e na saúde, passa por fortes investimentos na área da educação e pelo fomento da ciência, tecnologia e inovação. “No Maranhão esses investimentos estão sendo feitos. Mesmo com a pandemia, e com a redução de recursos federais para a pesquisa, o governador Flávio Dino, tem feito importantes investimentos para fomentar e pesquisa e inovação no estado. São pesquisas voltadas para empresas, para formação de recursos humanos e para o enfrentamento a Covid-19”, observou André Santos.

A iniciativa da FAPEMA foi elogiada pelo brigadeiro Ricardo César Mangrich, que representou o ministro Marcos César Pontes no evento. “O Ministério elogia e parabeniza essa iniciativa da FAPEMA. Essa atividade Conexão Ciência Maranhão é de altíssimo nível, vejo aqui pesquisadores da área acadêmica e científica, importantes nomes da pesquisa em nível nacional. Eu sou coordenador do programa Espacial Brasileiro e hoje queria dizer que não existe programa espacial no Brasil sem o Maranhão. E nós precisamos do desenvolvimento científico e econômico porque isso está atrelado ao programa Espacial Brasileiro”, disse o brigadeiro.

O Maranhão foi apontado por Cláudia Linhares como referência nacional no enfrentamento da Covid. “Parabenizo o estado do Maranhão pela postura ativa e interação nesse combate”, disse a Cláudia Linhares.

 

PESQUISAS

Os primeiros resultados de pesquisas apresentados durante seminário foram os de enfrentamento a Covid-19 e pós-Covid. Para quem não acompanhou o evento ainda pode conhecer os projetos apresentados acessando o canal oficinal do Youtube da FAPEMA.

O secretário extraordinário de Articulação das Política Públicas do Maranhão, Marco Pacheco, destacou que o Maranhão é o estado da federação com a menor taxa de mortalidade para a Covid. “Um dos fatores que contribuíram para isso, sem dúvida, foram os investimentos feitos na área de pesquisa. Todo o fluxo de organização, de assistência, de classificação de risco dos pacientes foi realizado aqui na capital por estudantes da área da saúde que receberam bolsa da FAPEMA”, observou o secretário.

Também presente ao evento, o presidente do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Odir Antônio Dellagostin, destacou que esse momento de divulgação dos resultados das pesquisas é muito importante para que a sociedade veja a relevância da ciência. “A ciência é fundamental para que a gente possa ter desenvolvimento, enfrentar as dificuldades do nosso dia a dia e para evitar problemas futuros. Vejo com muita alegria o desempenho da FAPEMA no Maranhão, um trabalho fundamental e que se destaca em nível nacional”, observou.

A diretora de Cooperação Institucional do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Maria Zaíra Turchi, reforçou a fala do presidente do CONFAP, elogiando a iniciativa do evento que divulga o que está sendo produzido no Maranhão. “Mais do que nunca a gente precisa dizer à sociedade a relevância da ciência e a importância de financiamento regular, continuo, porque isso é que dá solidez aos trabalhos e respostas aos problemas. Parabenizo à FAPEMA, nesta data tão significativa da Ciência e do Pesquisador Científico, uma data que também está ligada a criação da SBPC, em 1948. Então é uma data muito importante”, observou Zaíra.

Representando o secretário Estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Teles, o Secretário Adjunto de Inovação e Cidadania Digital da Secti, Nivaldo Costa Muniz falou sobre a importância estratégica da FAPEMA e destacou que eventos como o Conexão Ciência Maranhão são importantes na divulgação das pesquisas financiadas pela Fundação e também na prestação de contas para a sociedade de como estão sendo aplicados os recursos.

Após a apresentação das pesquisas voltadas para a Covid-19 houve ainda a divulgação dos resultados de pesquisas dos editais Economia Criativa e Produtividade. Uma mesa-redonda “Mecanismos de Incentivos e Investimentos para o Aumento da Inovação na Pesquisa no Estado do Maranhão” com mediação do secretário regional da SBPC no Maranhão e secretário geral da Academia Maranhense de Ciências, professor Dr. Antônio José Silva Oliveira, encerrou a programação de quinta-feira.

REVISTA INOVAÇÃO

Ainda como parte da programação do primeiro dia do evento foi lançada a 41ª edição da Revista Inovação que já pode ser acessada no link https://revista.fapema.br/. Ela apresenta reportagens que destacam os programas de pós-graduação no estado, as cooperações interinstitucionais, startups, ações de empreendedorismo e os institutos estaduais de ciência e tecnologia. Nesta edição, são 18 matérias contempladas em formato de textos, fotos e vídeos nas editorias Especial, Sábias Palavras, Saúde, Biológicas, Agrárias, Humanas, Exatas e Engenharias e Letras e Artes, além de entrevista, carrossel de fotos na editoria Fotosíntese e sugestões de leitura na Estante.

Nesta sexta-feira, o Conexão Ciência Maranhão será aberto às 8h30. A programação do dia terá apresentação de 33 pesquisas financiadas por meio do edital Bolsa de Produtividade, além do lançamento do edital Premio FAPEMA- 2021.

  Categorias: