Fapema apoia I Ciclo de Debates sobre Saúde Mental no Ensino Superior do MA

Fapema apoia I Ciclo de Debates sobre Saúde Mental no Ensino Superior do MA
novembro 06 17:42 2017

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – Fapema apoia por meio do edital para realização de eventos científicos (AREC), o “I Ciclo de Debates sobre Saúde Mental no Ensino Superior do Maranhão: um olhar psicossocial sobre o cotidiano universitário”. O evento será realizado dos dias 07 a 09 de novembro, na Cidade Universitária Dom Delgado, Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

A diretora científica da Fapema, Silvane Magali Vale Nascimento participará da Mesa de Abertura do evento no dia 07 de novembro (terça-feira), às 10h, no Auditório da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PPPGI.

O objetivo do I Ciclo é estimular o debate acerca da temática, viabilizar a participação dos estudantes, promover a divulgação e socialização de trabalhos produzidos acerca das relações entre vida universitária e saúde mental. Assim, a programação do evento estará dividida em palestras, mesas de diálogo, minicursos e sessões de apresentações de trabalhos e apresentações culturais.

O credenciamento para participar do evento será realizado no primeiro dia do evento, 07 de novembro, das 8h até as 12h. Participe!

Confira a programação completa AQUI.

Contexto do I Ciclo de Debates

O contexto universitário tem se tornado um espaço onde é verificada a existência de demandas psicossociais cada vez mais complexas a exemplo da prevalência de transtornos mentais em estudantes de graduação. Percebe-se que a emergência de demandas psicossociais significativas no período da graduação está relacionada também à fase de desenvolvimento em que se encontram a maioria dos (das) estudantes de graduação: a transição da adolescência para a vida adulta ou início da vida adulta. Nesse sentido, as novas competências sociais exigidas se misturam àquelas requeridas pelo contexto acadêmico do ensino superior, como visão crítica, leitura e produção de textos científicos e raciocínio lógico (competências técnico-científicas), relacionamento com colegas e professores, autonomia, responsabilidade, gerenciamento do tempo e planejamento do futuro acadêmico-profissional (competências sociais).

Outros fatores que se configuram como predisponentes ou intensificadores de demandas de caráter psicossocial no período acadêmico são as seguintes: dificuldades socioeconômicas, moradia longe do grupo familiar de referência; falta de motivação para a carreira escolhida; conflitos com colegas e professores e o “desafio do currículo imposto”. Nesse sentido, o campo de estudo da saúde mental no ensino superior vem se destacando de maneira significativa e exigindo a atenção de profissionais e pesquisadores de diversos campos, como Educação, Saúde Mental, Psicologia e Medicina.

  Categorias: