Fapema e IES debatem formação de mão-de-obra na área de engenharia aeroespacial durante reunião

Fapema e IES debatem formação de mão-de-obra na área de engenharia aeroespacial durante reunião
março 12 22:48 2010

Paralelamente à programação do I Workshop em Engenharia Aeroespacial, gestores e representantes das universidades mareunioranhenses estiveram reunidos durante um almoço para tratar de estratégias referentes à formação de recursos humanos na área de engenharia aeroespacial no Estado.

 

Participaram desse momento de discussão, a diretora-presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra; o reitor da UFMA, Natalino Salgado; o coordenador do workshop, Aerolino Neto, o coordenador do curso de Pós-Graduação do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Luiz Carlos Góes; os professores do Instituto Federal, Ozelito Possedônio e Natiele Mesquita; e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEMA, Walter Canalles.

 

Durante a reunião também foi comentada a reativação do Instituto de Tecnologia Espacial do Maranhão – ITEMA. Segundo a diretora-presidente da Fapema, há uma possibilidade do instituto maranhense poder se filiar ao instituto nacional. “Também é preciso que se tenha um plano plurianual de aplicações de recursos, tanto na formação de recursos humanos quanto no desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica na área aeroespacial”, declarou Rosane Guerra.

 

Nesta perspectiva de qualificação profissional, o workshop já representa uma importante iniciativa no Estado. “A realização do Workshop em Engenharia Aeroespacial coroa o fechamento da primeira fase do programa de formação de recursos humanos nessa área, focalizando, sobretudo, os lançamentos de foguetes na base de Alcântara”, destacou Luiz Carlos Góes.

 

Após a realização do evento, cinco alunos da graduação serão selecionados para fazer um estágio de 15 dias no ITA. A ação faz parte das atividades do convênio firmado entre a Fapema e o Instituto de Aeronáutica.

 

Contudo, o intercâmbio entre o Maranhão e o ITA não para por aí. A perspectiva é que seja criado um programa de mestrado entre São Luís e São José dos Campos, onde está sediado atualmente o ITA. O programa seria composto por professores locais e do ITA, que viriam à capital para ministrar os módulos. 15 alunos serão selecionados para fazer parte do programa e a expectativa é que no decorrer do tempo, a sede do programa passe a ser na capital maranhense.

  Categorias: