FAPEMA e Vale assinam protocolo de cooperação para pesquisa em Mineração

FAPEMA e Vale assinam protocolo de cooperação para pesquisa em Mineração
outubro 16 12:03 2014

DSC 0865Tornar o Maranhão um centro de pesquisa no campo de conhecimento da Mineração é dos objetivos da parceria firmada entre a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA e Vale.

Um protocolo de intenções de cooperação para pesquisa foi assinado entre as partes durante uma reunião no final da tarde de quarta-feira (15), no auditório do pavilhão da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT, que acontece até sábado (18), na área externa do São Luís Shopping.

O ato de assinatura feito pela presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra e o gerente de Parcerias e Recursos da Diretoria de Tecnologia e Inovação da Vale, Sandoval Carneiro, contou com a participação o pró-reitor de pesquisa e Pós-Graduação, da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, Porfírio Guerra; pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Fernando Carvalho; reitor da Universidade Uniceuma, Marcos Barros, diretor de Tecnologia Vale Desenvolvimento Sustentável, José Oswaldo Siqueira; Gerente de Relações Institucionais da Vale – MA, Vanessa Tavares e ainda professores de instituições de ensino superior.

“A iniciativa marca o reconhecimento dos parceiros em promover o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil assim como o desejo de contribuir para o fortalecimento de um ambiente propício à inovação no Estado”, disse a diretora-presidente da FAPEMA, Rosane Guerra.

A seleção dos projetos será realizada por meio de Chamadas Públicas de Propostas de Projetos de Pesquisa que serão disponibilizadas pela Fundação.

DSC 0880

A gerente de Relações Institucionais da Vale, Vanessa Tavares, ressalta abrangência dos envolvidos com a assinatura do Protocolo como as universidades, o corpo docente, alunos e comunidade local.

“É um trabalho que não é fechado, não é só da Vale, mas um trabalho que abrange todos os setores e várias áreas do conhecimento. Um estudo que vai ficar para o Estado. Os estudos vão acontecer na capital e também nos municípios ao longo da ferrovia. Um universo que contabiliza 23 municípios mais a capital”, contou Vanessa.

Para o gerente da Vale, Sandoval Carneiro, os projetos de pesquisa de desenvolvimento incluem vários temas que ainda serão conversados com profissionais da Vale, FAPEMA, universidades e da própria comunidade local.

“O interessante é saber o que a comunidade gostaria de desenvolver e não ficar somente na parte da logística.e operacional, mas ir bem além”, disse. “Esse protocolo formaliza um entendimento que já vinha sendo discutido entre nós e a presidência da FAPEMA para preparar um projeto abrangente de apoio a projetos de pesquisa no Maranhão, completou Sandoval Carneiro.

  Categorias: