Fapema investirá cerca de R$ 19 milhões em pesquisas do Maranhão

Fapema investirá cerca de R$ 19 milhões em pesquisas do Maranhão
fevereiro 21 13:58 2011

fapemaPara as 34 chamadas públicas que serão lançadas no Pacote de Editais 2011 da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), nesta terça-feira (22), foram alocados recursos da ordem de R$ 19,2 milhões. Os investimentos serão em projetos de pesquisa, extensão, divulgação científica, intercâmbio e produção de tecnologia e inovação. A quantidade de editais, deste ano, já é 240% maior do que os abertos em 2009.

Na cerimônia de lançamento dos editais, que acontecerá às 10h, no auditório do Palácio Henrique de La Rocque, evento aberto à comunidade científico-acadêmica, serão anunciados sete editais inéditos no estado: Programa Bolsista Destaque, Formação de Rede de Pesquisa da Baixada Maranhense (Redebax), Programa de Cooperação Internacional entre a Fapema e o Inria, Apoio a incubadoras de empresas, Programa Maranhão Faz Ciência, Programa de Divulgação Científica da Fapema, Programa de Apoio a Núcleos Emergentes e Concurso para arte do troféu do Prêmio Fapema.

O montante mais expressivo é o destinado às bolsas de mestrado e doutorado, em instituições do Maranhão, que somam R$ 3 milhões. O edital é de fluxo contínuo, ou seja, ficará aberto durante todo o ano. A ideia é estimular a formação de maior número de mestres e doutores no estado. “A ciência e a tecnologia têm grande importância no desenvolvimento da nação. Quem transfere conhecimento, transfere benefícios”, destacou a diretora presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra.

Em São Paulo, onde são encontrados os melhores cenários de formação de recursos humanos, no ano de 1996, havia 333 programas de doutorado, enquanto os outros estados somavam apenas 277. Dez anos depois, essa situação foi amenizada, passando os paulistas a contar com 446 programas e os demais estados brasileiros dispunham de 708. O Maranhão participa desse quadro com apenas 18 programas de mestrado e quatro de doutorado.

Segundo Rosane Guerra, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) segue o ritmo do número de doutores na região. No sul do Brasil, onde há mais pessoas com essa titulação – cerca de um doutor a cada cinco pesquisadores – o PIB é maior. “É esse cenário de desenvolvimento que queremos criar no Maranhão. Estamos oferecendo as condições para isso, e os pesquisadores têm respondido às nossas chamadas”, avaliou a presidente. 

Os recursos para esses editais são oriundos da própria Fapema (R$ 10 milhões) e o restante foi captado junto a parceiros nacionais como o CNPq (R$ 2,6 milhões), Finep (R$ 2 milhões) e Decit (R$ 600 mil), além do convênio internacional com o Institut National de Recherche em Informatique et Automatique (Inria), da França (R$ 1 milhão).

Pacotes de Editais

A política do Pacote de Editais foi inaugurada pela Fapema em junho de 2009, quando foram lançadas e executadas dez chamadas. Em 2010, foi lançado novo pacote, quando foram agrupados auxílios não temáticos, os editais Universais, Manutenção e Conserto de Equipamentos, Apoio a Núcleos de Inovação Tecnológica e Enxoval para Fixação de Doutores.

A submissão de projetos à Fapema precisa ser feita na plataforma Patronage, disponível no portal www3.fapema.br Alguns formulários ficarão disponíveis logo após o lançamento do Pacote de Editais. Outros entram na página entre os meses de março e maio.

 

  Categorias: