Fapema participa da 9ª edição do Congresso Nacional da ABIPTI

junho 28 11:56 2018

Texto e Fotos: Leandro Alves.

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) participa do IX Congresso Nacional da Associação Brasileira de Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (ABIPTI), iniciado na quarta-feira (27). O evento é sediado pelo Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) e se estende até amanhã, 29.

Mais de 150 representantes de instituições de pesquisa e inovação tecnológica do Brasil, entre técnicos, gestores e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), discutem o tema “Desafios e Propostas para um Brasil Inovador”, com ênfase nas áreas estratégicas como educação, desenvolvimento socioeconômico, inclusão social e saúde.

Como parte da programação, o diretor-presidente da FAPEMA, Alex Oliveira, juntamente com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Davi Telles, o reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Jhonatan Almada, a reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão(UEMASUL), Elizabeth Nunes Fernandes, participaram do Painel II: CT&I e o Estado do Maranhão, como tema “Promoção da CT&I no Estado do Maranhão para superar desigualdades e gerar desenvolvimento”, mediado pelo vice-presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq), professor Claudio Benedito Silva Furtado. O objetivo foi tratar das políticas de CT&I do Governo do Estado do Maranhão, considerando os avanços promovidos pelo Governo Federal no âmbito do Novo Marco Legal de CT&I, bem como a atual política do MCTIC, expressa na “Estratégia Nacional de CT&I 2016/2022”.

Durante o painel, o presidente Alex Oliveira apresentou o Plano de trabalho da FAPEMA, as linhas de ação, o aumento do investimento em pesquisas e os avanços atingidos nos últimos anos.“A Fapema tem investido massivamente na inovação, centrando seus esforços em torno de três grandes linhas: Juventude, com editais voltados para Startups e Empresas Júnior; Cadeias Produtivas do estado, onde lançamos editais de Apoio à Agricultura e Pesca, Mandioca, Mel, Apicultura e Meliponicultura, Hortifruti e Leite. E a terceira linha é a Internacionalização, afim de que nossas equipes compreendam mais a inovação num âmbito global para transformar o Maranhão num estado mais competitivo”, explicou.

Segundo Oliveira, discutir a inovação significa alcançar estratégias para que o conhecimento transforme a vida das pessoas. “Esse é o nosso entendimento da inovação: quando a gente consegue otimizar a produção de forma que as melhorias se transformem em qualidade de vida e possam melhorar a vida das pessoas em dois aspectos: primeiro, no dia-a-dia, nas coisas que são necessárias e também na inclusão das pessoas que estão fora do processo de produção, como a juventude e outras pessoas que ainda não se inseriram no mercado de trabalho”, concluiu.

ABIPTI

A Abipti é uma instituição que representa as secretarias e órgãos públicos e privados ligados à área de ciência, tecnologia e inovação e pesquisa. É uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, que reúne entidades públicas e privadas de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico, com presença nas 27 unidades da Federação.

Mais informações: http://portal.abipti.org.br/

  Categorias: