Fapema, UEMA, UEMASUL e Sagrima assinam convênio para Programa de Residência Profissional em Ciências Agrárias

Fapema, UEMA, UEMASUL e Sagrima assinam convênio para Programa de Residência Profissional em Ciências Agrárias
maio 21 00:17 2021

O Governo do Maranhão realizou na manhã desta quinta-feira, dia 20 de maio, no Palácio dos Leões, a solenidade da assinatura de convênio para implantação do Programa Institucional de Residência Profissional na área de Ciências Agrárias no Estado.

O convênio foi assinado pelo diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), André Santos, o vice-reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Walter Canales, a reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Elizabeth Nunes e do secretário da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca do Maranhão (Sagrima), Sérgio Delmiro, e possibilitará o investimento em infraestrutura e qualificação aos recém-formados em Agronomia, Engenharia de Pesca, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária e Zootecnia do Maranhão.

Participaram também da solenidade, o governador do Maranhão, Flávio Dino, o vice-governador, Carlos Brandão, o diretor científico da Fapema, Joao Batista Bottentuit Júnior, a secretária adjunta da Sagrima, Rosany Aranha, o pró-reitor de Extensão da UEMA, professor Paulo Catunda, e a diretora do Centro de Ciências Agrárias da UEMA, professora Ana Maria Silva de Araújo.

Para o secretário Sérgio Delmiro, o convênio é um momento impar e trará oportunidades para a agricultura e agropecuária do Maranhão. “Estaremos com esse programa inserindo 100 profissionais em instituições e empresas que hoje estão trabalhando com tecnologia de ponta. Complementando o seu aprendizado e fazendo link entre as universidades. Os profissionais vão acessar mercados que antes não eram acessíveis. É um trabalho muito importante que iniciamos hoje e que há muitos anos já estava sendo pedido pelas universidades. Em breve, vamos colher muitos frutos. As empresas já estão aptas a se cadastrarem e partir da próxima semana as vagas serão inseridas em nosso sistema para demandarmos as atividades”, disse.

O presidente da Fapema, André Santos parabenizou as instituições estaduais participantes do convênio e ressaltou as oportunidades que irão surgir aos alunos de ciências agrárias e nas áreas correlatas no Maranhão. “Os recém-formados necessitam de espaços para colocar em prática seus conhecimentos e aprender também. A Fapema se orgulha em participar deste convênio como um vetor entre as demais instituições. Esperamos alcançar mais alunos de outras áreas que são importantes, necessárias e que contribuem com o avanço do Estado”, celebrou.

“A Uema fica orgulhosa de está aqui nesse momento muito importante para o Estado. É uma grande oportunidade de mercado de trabalho e de que esses profissionais entrem no viés da organização pública. Com certeza será o início de outras áreas de conhecimento para o mesmo programa. Só tem a ganhar o Estado, o aluno egresso que vai entrar no mercado de trabalho e a sociedade que vai preparar melhor o profissional e depois vai trabalhar em prol da mesma. Parabéns a todos os presentes por conta deste brilhante Programa”, complementou o vice-reitor da Uema, Walter Canales.

A reitora da Uemasul, Elizabeth Fernandes destacou a questão social e acadêmica do convênio entre instituições para os egressos do Maranhão. “O convênio traz para duas universidades estaduais uma política para o egresso que é extremamente importante e bem visto na avaliação das instituições e a questão social que é a de dar oportunidade aos nossos jovens principalmente no momento como este de pandemia que são poucas as existentes. Agradeço imensamente a parceria que contribuirá significativamente para o desenvolvimento do Maranhão”, pontou.

O governador Flávio Dino acredita na ciência e tecnologia e por isso segue investido fortemente na ampliação de oportunidades neste segmento em sua gestão. “Se nós pegarmos os recursos investidos na Fapema, observamos que a nossa agência de fomento está entre as dez maiores fundações de amparo à pesquisa do Brasil. Estamos vivendo um momento em que o conhecimento tem sido celebrado como aquele construto cultural, fundamental para que possamos preservar a vida. Nós celebramos as verdades científicas que são construídas coletivamente pela humanidade. A Fapema é uma instituição prioritária em nossa gestão. Desejo que o programa tenha sucesso e vamos aprofundar essas experiências para outras áreas. Viva o Maranhão!”, destacou.

Sobre o Programa de Residência Profissional

O Programa Institucional de Residência Profissional em Ciências Agrárias é coordenado pela SAGRIMA, com o apoio acadêmico e científico da UEMA e UEMASUL, e a seleção dos candidatos será realizada por meio de edital feito e lançado pela FAPEMA ainda este mês de maio.

O edital prevê de 100 vagas para o programa, distribuídas da seguinte forma: 35 vagas para formados em Agronomia ou Engenharia Agronômica, 10 vagas para formados em Engenharia Florestal, 10 vagas para formados em Engenharia de Pesca, 35 vagas para formados em Medicina Veterinária e 10 vagas para formados em Zootecnia, com a orientação dos residentes por professores da UEMA e da UEMASUL.

A residência profissional terá duração de um ano, com carga horária de 1.920 horas, das quais 90% se destinam ao treinamento prático profissional supervisionado e 10% ao aprofundamento teórico, por meio de seminários e discussões técnicas, em regime de 40 horas semanais. Os residentes apoiados pelo convenio contarão, ainda, com uma bolsa mensal da Fapema no valor mensal no valor de dois mil reais.

  Categorias: