Fortalecimento da comunicação científica é estratégia para Fundações de Amparo à Pesquisa

Fortalecimento da comunicação científica é estratégia para Fundações de Amparo à Pesquisa
maio 27 12:40 2013

IMG 6980GTCOM

O fortalecimento da comunicação científica é uma das metas estratégicas do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). Nesse sentido, foi realizada durante o Fórum Nacional do Conselho, nos dias 23 e 24 de maio, uma reunião para a retomada das ações estratégicas do Grupo de Trabalho de Comunicação (GTCom).

O objetivo do grupo é dar maior visibilidade ao Confap e suas ‘bandeiras’, subsidiando as decisões do Conselho no que se refere à difusão e popularização da Ciência. No Fórum, realizado nesta sexta-feira (24), a coordenadora do GTCom e assessora de imprensa da FAP de Santa Catarina, Heloisa Dallanhol, apresentou aos gestores as ações de curto a longo prazo a serem realizados ao longo deste ano. 

“São ações de curto a longo prazo, que contemplam desde o compartilhamento de notícias à formulação de uma política de comunicação integrada para as assessorias das FAPs. Isso tudo irá convergir para a popularização da ciência”, frisou. 

Na apresentação, os presidentes das fundações falaram das expectativas positivas em relação às ações apresentadas pelo GTCom, que é formado por assessores e jornalistas das fundações e do Confap. 

Para a presidente da FAPEMA, Rosane Guerra, a comunicação científica deve ser prioridade em todas as Fundações, uma vez que a divulgação científica é um dos pilares do trabalho desenvolvido pelas FAPs. A diretora-presidenta da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), Maria Olívia Simão, afirmou que a revitalização do GTCom é muito importante para a melhoria dos processos de difusão e popularização da ciência. “A troca de experiências, processos e mecanismos idealizados e praticados em cada Estado é super importante para encurtarmos caminhos no sentido de implementar ações eficientes e eficazes”, afirmou. 

  Categorias: