Governo realiza recepção dos estudantes da terceira edição do Programa Cidadão do Mundo

janeiro 15 19:52 2018

Autoridades e 80 estudantes participantes da terceira edição do Programa Cidadão do Mundo durante solenidade no Palácio dos Leões.

O Governo do Estado do Maranhão realizou nesta segunda-feira, dia 15 no Palácio dos Leões, a recepção dos 80 estudantes participantes da terceira edição do Programa Cidadão do Mundo, que passaram três meses em intercâmbio com o objetivo de aprender inglês e espanhol no Canadá, Estados Unidos Espanha e Cidade do Cabo.

“Acredito que é um processo enriquecedor e que o Governo do Maranhão está indo na contramão do Governo Federal porque continua com o fomento à pesquisa. A gente teve agora a extensão do programa Ciência Sem Fronteiras. E a gente percebe que o Programa Cidadão do Mundo significa para o jovem maranhense uma porta, uma esperança de que o sonho não acabou. O Governador Flávio Dino vem dando a continuidade ao sonho de muitos alunos sorteados com o Ciência Sem Fronteiras e agora acredito que com a quarta edição, muitos jovens oriundos de escolas públicas podem continuar o seu sonho”, destacou o estudante Isael Correia, que realizou intercâmbio em Toronto (Canadá).

A estudante Ellien Barbosa que fez intercâmbio em Madrid (Espanha) declarou que aprendeu bastante com o Cidadão do Mundo e agradeceu o Governador Flavio Dino por acreditar nas pessoas e investir na pesquisa científica. “Agora nós temos a missão de devolver isso para os maranhenses. Eu voltei muito mais patriota. Muito mais reconhecida na minha cultura. Agora eu faço os nossos agradecimentos, agradeço a Deus e ao nosso Governador Flávio Dino por acreditar em pessoas porque é muito fácil em uma obra, em uma construção, mas acreditar em pessoas é difícil, porque não depende só de que um dia ele vai ser bom e vai dar tudo certo. Tem também o livre-arbítrio das pessoas e ele acreditou”.

 A primeira edição do programa Cidadão do Mundo, realizada em 2016 contou com a participação de 67 estudantes que fizeram intercâmbio em Boston, nos Estados Unidos, nas cidades de Vancouver e Toronto, no Canadá, em Buenos Aires, na Argentina, e Montpellier, na França.

“Quero agradecer muito a vocês por terem acreditado e participado do Programa. Este agradecimento é extensivo às famílias porque pensem aí que é sempre uma aventura e sei que a gente como pai fica sempre inseguro quando a gente perde o controle da situação dos nossos filhos. Onde estão e com que estão? Embora todos já crescido, mas quando vocês forem pais e mães vão entender bem que para nós os filhos nunca estão completamente adultos. A gente sempre tem essa programação biológica de ficar muito tenso por isso eu quero agradecer muito a todas as famílias aqui presentes. Governar para ajudar a transformar a realidade o Maranhão é um sonho. E isso não se faz sozinho. Esse é um programa para todos”, pontuou o governador Flávio Dino.

A segunda edição do programa ano passado teve a participação de 70 candidatos, número de superior a edição anterior e os locais escolhidos para o intercâmbio foram Toronto, no Canadá e Buenos Aires, na Argentina.

 “Tenho a certeza que vocês foram aos museus, vocês fizeram as atividades extracurriculares para além do aprendizado do idioma e a partir de agora estão muito mais prontos para transformarem as suas próprias vidas, o que é muito importante, para transformar o mundo em que vivemos, o Estado em que vivemos que está passando por transformações tão profundas e tão importantes. Então essas famílias que vocês criaram certamente é uma família que será unificada cada vez mais para melhorar a vida daqueles maranhenses que querem sim ter oportunidades com aquelas que vocês tiveram também. Ajudem o Maranhão com isso, o Governador Flávio Dino com isso porque essa é uma missão de todos nós. Aquilo que se passa na vida do outro é também da nossa conta e eu tenho certeza que vocês todos compreendem isso e agora ainda mais, parabéns a vocês todos e avante Cidadão do Mundo”, disse o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Davi Telles.

Participaram da terceira edição do Programa Cidadão do Mundo, jovens egressos da rede pública de ensino com idades entre 18 e 24 anos estudantes de instituições de ensino superior. Depois de selecionados, os estudantes participaram de um curso intensivo e, em seguida, foram enviados ao país de origem da língua que escolheram (inglês e espanhol). A permanência no exterior teve todas as despesas pagas pelo Governo do Maranhão.

O diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Alex Oliveira, ressaltou a importante parceria com a SECTI, disponibilizando bolsa para que os alunos possam se manter nos países escolhidos para intercâmbio e tenham um aproveitamento satisfatório. “Cada um dos alunos recebe três meses de bolsas antes de sair daqui e isso permite que aproveitem melhor o tempo que tem lá para aprimorar os momentos de aulas nas escolas de línguas, mas precisam conhecer a realidade, precisam viver a cidade, o país onde estão morando e isso permite que eles vão ao cinema, ao teatro, museus, que eles possam também comprar livros. A bolsa da Fapema ajuda a ampliar resultados. Eles são cobrando e tem três aulas por dia e no restante do dia eles têm várias outras atividades de visitas a museus, são estimulados a fazerem projetos e pesquisas de forma que eles aprimorar não só o conhecimento em línguas, mas tenham melhor visão de mundo e pensar em novos projetos que melhorem a vida deles e das outras pessoas”, finalizou.

4ª Edição

Presidente Alex Oliveira assina edital que autoriza a realização da 4ª edição do Programa Cidadão do Mundo.

Durante a solenidade, o governador Flávio Dino, o secretário da SECTI, Davi Telles e o presidente da Fapema, Alex Oliveira, assinaram o Edital para a realização da quarta edição do Programa Cidadão do Mundo que beneficiará mais 80 estudantes da rede de escola pública do Maranhão. Na oportunidade, os intercambistas aprenderão por três meses, inglês, francês e espanhol nos países Estados Unidos, Canadá, África do Sul e Madrid.

  Categorias: