Lançamento de publicações movimenta estande da Fapema

Lançamento de publicações movimenta estande da Fapema
outubro 18 11:53 2018

Texto: Silen Ribeiro
Foto: Leandro Alves

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) participa, até o próximo dia 20, da Semana de Ciência e Tecnologia no Maranhão 2018. O evento, que é realizado pelo Governo do Maranhão, por meio por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), acontece no Multicenter Sebrae, no Cohafuma, das 9h às 20h.

A semana é o maior evento científico e tecnológico do estado e este ano traz como tema “Ciência para a Redução das Desigualdades”, apresentando uma diversificada programação voltada para pesquisadores, professores, estudantes e comunidade em geral.

Estande da Fapema

Ontem (17), como parte da programação, foram realizados no estande da Fapema lançamentos da “Revista Inovação” (periódico da Fapema), os livros “Pin-Hole – Projeto de Fotografia Alternativa” (do Núcleo de Pesquisa e Produção de Imagem), bem como dos livros: “Televisão Híbrida (autora: Patrícia Azambuja); “Escritores maranhenses – Obra Josué Montello(organizadora: Joseane Sousa) e “Histórias, Política e Imagem Dialética”, (organizador: Ramúsyo Brasil e coautora Jane Maciel). Os livros foram publicados com apoio da Fundação por meio de editais.

Evento contou com a participação do secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação,Davi Teles, estudantes, professores, pesquisadores e pessoas da comunidade em geral.

Durante a sua fala, o presidente da FAPEMA, Alex Oliveira, falou do compromisso do Governo do Maranhão em investir em pesquisas, apontando também a revista Inovação como um instrumento importante para a popularização da ciência e tecnologia. Além disso, ressaltou a relevância do envolvimento de estudantes do Ensino Médio em pesquisas. “Quando esses alunos desenvolvem uma pesquisa, dedicam-se a um trabalho científico, eles são protagonistas no processo de transformação.São alunos que vão para a universidade com outro olhar, com uma visão de mundo diferente, muito mais comprometido com a transformação do que se não tivesse tido essa oportunidade”.

Já a autora do Livro “Televisão Híbrida”, Patrícia Azambuja, frisou a importância de eventos como esse. “Vivemos um contexto em que, mais do que nunca, percebemos a importância do pensamento crítico proposto pela ciência, sem o qual não há desenvolvimento ou qualquer chance de emancipação”.

  Categorias: