Ministro destaca desconcentração de recursos na inauguração de unidade de radiofármacos

Ministro destaca desconcentração de recursos na inauguração de unidade de radiofármacos
setembro 14 13:11 2009

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, inauguraram na sexta-feira (11), na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife (PE), a Unidade de Produção de Radiofármacos (Upra), do Centro Regional de Ciências Nucleares do Nordeste (CRCN-NE). inauguracao_radiofarmacos

A nova unidade produzirá o FDG, um radiofármaco utilizado em tomografias de emissão de pósitrons (PET), técnica com a qual é possível identificar tumores em estágio inicial e com uso também em outras áreas da medicina como a cardiologia e a neurologia. Até agora, no Brasil, apenas as unidades da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), em São Paulo , Rio de Janeiro, e Minas Gerais, e uma instituição privada em Brasília (DF) produziam o FDG.

A instalação poderá fornecer o radiofármaco para mais de 20 tomógrafos, em um raio de 300 quilômetros. Em sua capacidade máxima, mais de 50 mil pacientes poderão ser atendidos por ano desde que novos hospitais adquiram o tomógrafo PET. Em Pernambuco, hoje, apenas o Hospital Português já conta com o equipamento.

Em sua fala, o ministro Rezende destacou a desconcentração dos investimentos do governo federal “o que tem permitido se reduza a distância de oportunidades e desenvolvimento entre as regiões do País”. O ministro disse que foi essa ação que permitiu a expansão da ciência e tecnologia anteriormente concentrada nas regiões Sul e Sudeste do País.

O ministro da Ciência inauguracao_radiofarmacos2e Tecnologia lembrou que a inauguração do cíclotron em Pernambuco é uma das ações do Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação 2007-2010, inserida em seu Eixo 3.  Rezende destacou que os investimentos em C&T nas regiões Norte e Nordeste, que em 2002 foram de R$ 144 milhões, saltaram para R$ 460 milhões em 2008.

Na oportunidade o ministro também informou que o último edital para apoio à pesquisa lançado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCT) selecionou 52 propostas, que receberão cerca de R$ 60 milhões em recursos, sendo que 50% das propostas são de entidades das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

  Categorias: