Pesquisador Maranhense Ganha Prêmio Internacional por sua Excelência no Campo do Sensoriamento Remoto

Pesquisador Maranhense Ganha Prêmio Internacional por sua Excelência no Campo do Sensoriamento Remoto
março 29 19:05 2021

O professor do curso de Agronomia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Celso H. L. Silva Junior acaba de ser premiado com o “Remote Sensing 2021 Young Investigator Award” (https://www.mdpi.com/journal/remotesensing/awards.pdf/0/pdf_16_2021_1_award.pdf), promovido pela revista especializada “Remote Sensing”. O prêmio anual tem o objetivo de reconhecer um jovem cientista por sua excelência no campo do Sensoriamento Remoto. Todos os candidatos foram avaliados por um comitê internacional.

Celso se graduou em Engenharia Ambiental em 2014 na Universidade CEUMA – UNICEUMA. No INPE, Celso vem desenvolvendo sua Tese de Doutorado no Laboratório de Ecossistemas Tropicais e Ciências Ambientais (TREES) sob a supervisão do Dr. Luiz Aragão e Dra. Liana Anderson, financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Sua especialização em analisar grandes conjuntos de dados com técnicas de processamento de dados de última geração e sua dedicação se traduziram em produção científica, que se destaca principalmente pela idade e pelo início de sua carreira (http://lattes.cnpq.br/0506851271452550).

Em seu doutorado no INPE, Celso estuda novos métodos para quantificação das emissões de carbono em florestas tropicais devido aos efeitos do desmatamento e d fragmentação florestal. O trabalho é feito com dados de satélites e sensores aerotransportados coletados na América, África e Ásia, utilizando processamento big-data com computação em nuvem.

A sua Tese já resultou em duas publicações de alto impacto, liderando um time composto por cientistas nacionais e internacionais. O primeiro estudo intitulado “Benchmark maps of 33 years of secondary forest age for Brazil” (https://www.nature.com/articles/s41597-020-00600-4) foi publicado na revista “Scientific Data” do grupo Nature, e o segundo intitulado “Persistent collapse of biomass in Amazonian forest edges following deforestation leads to unaccounted carbon losses” (https://advances.sciencemag.org/content/6/40/eaaz8360) foi publicado na revista “Science Advances” do grupo Science.

 

Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

  Categorias: