Prêmio Servidor Pesquisador: EGMA e FAPEMA iniciam avaliação das propostas submetidas ao edital

Prêmio Servidor Pesquisador: EGMA e FAPEMA iniciam avaliação das propostas submetidas ao edital
maio 07 17:00 2021

Foi aberto, nesta sexta-feira (07), o Comitê de Julgamento do Edital Prêmio Servidor Pesquisador – uma iniciativa inovadora do Governo do Estado que visa premiar as melhores produções de artigos técnicos-científicos de relevância para a administração pública do Maranhão. Concorrem ao prêmio servidores públicos em atividade na administração pública direta, autarquia e fundacional do poder Executivo Estadual. O julgamento das propostas, iniciado nesta sexta-feira, deve ser concluído na terça-feira (11) quando acontece a relatoria e o ranqueamento dos artigos selecionados. O resultado final dos vencedores será divulgado durante a entrega do prêmio em data e horário que serão divulgados posteriormente.

Durante a abertura do comitê, o diretor-presidente da FAPEMA, André Santos, agradeceu a participação dos consultores ad hoc de diferentes instituições de ensino que vão avaliar as propostas submetidas ao edital e destacou a iniciativa do prêmio que está em sua primeira edição. “Esperamos que a partir de agora o prêmio seja realizado todos os anos. A FAPEMA, bem como a Secretaria de Ciência e Tecnologia e o governador Flávio Dino, têm se empenhado juntamente com a EGMA na realização deste prêmio que incentiva e reconhece a produção científica de servidores estaduais”, disse André Santos.

A reunião dos trabalhos do comitê foram conduzidos pelo diretor Científico da FAPEMA, João Batista Bottentuit Junior, que passou todas as orientações sobre o julgamento do edital. Antes de ditar as dúvidas sobre o edital, a coordenadora de Pesquisa e Pós-graduação, Migue Silva, a assessora especial, Áurea Prazeres, ambas da EGMA falaram sobre a importância do prêmio.

Migue Silva falou da alegria de atuar com uma equipe comprometida e que tem trabalhado para o êxito do prêmio. “Está é uma iniciativa que nos possibilita conhecer o que está sendo produzido pelos servidores públicos. Alguns já tem trabalhos publicados, mas também temos aqueles que estão iniciando agora neste campo”, observou.

Em nome do diretor da EGMA, Odair José Neves, Áurea Prazeres disse que o prêmio é um projeto importante da Escola de Governo do Maranhão que tem a parceria da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da FAPEMA, grandes parceiros neste e em outros projetos. “A gente não consegue conceber uma escola de governo que tem como objetivo desenvolver processos formativos na área da administração pública se ela não busca desenvolver o elemento que é fundamental para o conhecimento que é a pesquisa. Com esse entendimento sentimos a necessidade de pensar sobre alguns processos importantes para que a gente possa avançar no sentido dos estudos em administração pública e o prêmio surgiu como uma boa estratégia para movimentar, mobilizar os servidores e dizer que pesquisar é importante dentro da administração”, informou Áurea Prazeres.

SOBRE O PRÊMIO

O Prêmio Servidor Pesquisador tem como objetivo incentivar a produção técnico-científica por parte dos servidores públicos, que contribua para o desenvolvimento, inovação e modernização da administração pública, com ênfase na melhoria da prestação dos serviços públicos prestado pelo Governo do Estado à população.

Na apresentação, o professor diretor Científico da FAPEMA, João Batista Bottentuit Junior, destacou que a finalidade da premiação, além de representar um importante incentivo à atuação do servidor público no exercício da função, visa a obtenção de um conjunto de soluções práticas que possam ser aplicadas por órgãos da administração pública. “Iniciativas de caráter inovador e que resultem em melhorias na prestação de serviços e otimização dos recursos públicos”, enfatizou João Bottentuit.

Os servidores concorrem em duas categorias: Servidor Pesquisador Iniciante e Servidor Pesquisador Sênior. A primeira categoria compreende todos os servidores que irão produzir pela primeira vez artigos técnicos-científicos. A segunda, todos os servidores com experiência no processo de elaboração de artigos técnicos-científicos, comprovada com pelo menos uma publicação.

Também presente na reunião de abertura do comitê, Paula Roberta Coutinho, assessora técnica da Secti, destacou que a iniciativa do prêmio é uma motivação a mais para a pesquisa dentro da gestão estadual. “Estamos felizes de participar desta iniciativa juntamente com a FAPEMA e a EGMA que tem como objetivo reconhecer e incentiva os trabalhos desenvolvidos por servidores públicos nas diferentes áreas do governo”, disse.

  Categorias: