Waldir Maranhão quer democratizar a Ciência e Tecnologia

Waldir Maranhão quer democratizar a Ciência e Tecnologia
maio 25 14:39 2009
Secretário promete novo cenário para a C&T moldado na articulação com universidades públicas e privadas

waldir_maranhaoO secretário de Estado de Ciências e Tecnologia (Sectec), Waldir Maranhão, que assumiu o cargo no dia 14 de maio, tem como principal meta colocar a ciência e a tecnologia como bem comum que sirva à juventude e à sociedade como um todo. Waldir Maranhão adiantou que a FAPEMA terá uma participação destacada nesta nova gestão. “Ela será uma ferramenta formadora de técnicos e pesquisadores, de doutores e mestres”, revelou.

 

 

  A nova diretora-presidente da fundação, Rosane Guerra, presente na solenidade de posse do secretário, informou que “a ciência e tecnologia serão totalmente revitalizadas”. A fundação vai trabalhar no sentido de ampliar o número de doutores e mestre, criando condições para que os pesquisadores realizem pesquisas comprometidas com a elevação da qualidade de vida dos maranhenses e com os novos investimentos que estão chegando ao Estado.

Segundo Waldir Maranhão, os programas ou ações que não estiverem cumprindo os seus objetivos serão reavaliados e reativados para se tornem mais eficientes. “No momento nós estamos avaliando todo o cenário com o objetivo de subsidiar ações do governo no campo da capacitação profissional e pesquisas de ponta”, adiantou.

A meta da secretaria é abrir espaço para que a educação de qualidade seja dinamizada nas universidades públicas estaduais e se expanda para todos os municípios do Estado. “Temos que interagir com todo o setor produtivo e gerar riqueza, renda, voltando a ter esperança de desenvolvimento”, disse Waldir.

A preocupação central da Secretária de Ciência e Tecnologia é criar suporte para qualificar profissionais para trabalhar nos novos investimentos que virão para o Maranhão, sobretudo a Refinaria Premium que será instalada no município de Bacabeira e a siderúrgica de Açailândia.

Waldir promete um novo cenário para a Ciência e Tecnologia moldado na articulação com as universidades públicas e privadas. Dentro dessa proposta, a Sectec funcionará como uma grande indutora das políticas públicas nestas áreas. “Vamos convocar a academia, o setor produtivo a sociedade civil organizada para, juntos, avançarmos no campo da educação profissional e da pesquisa de ponta”, explica Maranhão.

Como secretário da Sectec Waldir Maranhão coordena as ações de um sistema compostos ainda pela Universidade Virtual do Maranhão (Univima), com seus dois Centros Tecnológicos, pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e, ainda, a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapema)

  Categorias: