25ª EDIÇÃO DO PRÊMIO JOVEM CIENTISTA É APRESENTADA NO MARANHÃO

25ª EDIÇÃO DO PRÊMIO JOVEM CIENTISTA É APRESENTADA NO MARANHÃO
junho 08 15:36 2011

Foto-3-Prmio-Fapema-foto-HEstudantes e pesquisadores maranhenses estão convidados a se inscreverem no Prêmio Jovem Cientista, considerado pela comunidade cientifica uma das mais importantes premiações do gênero na América Latina. A premiação varia de R$ 10 mil a R$ 35 mil, com bolsas de iniciação cientifica, mestrado, doutorado e pós-doutorado. A apresentação do prêmio no Maranhão foi feita nesta quarta-feira, 08, pela coordenadora de Cooperação Nacional do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ana Delgado Assad, e pela diretora presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Rosane Nassar Meireles Guerra. 

O evento contou com a participação de reitores, pró-reitores e professores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Federal (UFMA), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMA), do Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA) e de representantes de escolas do ensino médio.

Em sua XXV edição, o Prêmio Jovem Cientista vai reconhecer pesquisadores e estudantes que estão inovando para transformação das cidades em ambientes sustentáveis. O tema deste ano é “Cidades Sustentáveis”. A iniciativa visa estimular o envolvimento de estudantes e escolas do ensino médio nesta área que representa um grande desafio para as próximas gerações. Três maranhenses já receberam o prêmio nas edições anteriores.

“Todos os estudantes de segundo grau, pesquisadores e estudantes de graduação podem apresentar seus trabalhos nessa edição do prêmio. O tema é Cidade Sustentável e estamos em uma belíssima capital que tem uma história de preservação, tem uma série de questões associadas à sustentabilidade”, destacou Ana Assad. 

A coordenadora destacou que a FAPEMA tem sido uma importante parceira do CNPq em vários programas e está sendo fundamental no papel de mobilização das comunidades, das diferentes instituições do Estado, a estarem participando da apresentação do prêmio e auxiliando no trabalho de divulgação para que um maior número de maranhenses possam se inscrever.  Mais informações sobre o prêmio podem ser obtidas no site www.jovemciensta.cnpq.br . As inscrições podem ser feitas até dia 31 de agosto.

A diretora presidente da FAPEMA, Rosane Guerra, disse que o tema do prêmio é abrangente e permeia todas as áreas do conhecimento. Ela observou que ele tem uma afinidade com o tema do Prêmio Fapema do ano passado (Preservação Ambiental e Planejamento Urbano) e com o deste ano (São Luís 400 anos). “Espero que o Maranhão este ano tenha bastante inscritos e premiados. O prêmio do CNPq tem uma característica que é interessante: ganha não só o estudante e o pesquisador da instituição, mas a própria instituição também é premiada”.

Foto-4-Prmio-Fapema-foto-HO pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UEMA, Porfirio Guerra, disse que o prêmio é um incentivo e uma honraria para os pesquisadores e uma oportunidade para mostrar os trabalhos que estão sendo produzidos dentro da academia e nas escolas de ensino médio. “Este tipo de premiação é um incentivo para que mais estudantes enveredem pelo campo da pesquisa”, disse.  O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UFMA, Fernando Carvalho, também destacou a importância do prêmio para a comunidade cientifica e disse que a universidade vai participar com grande número de pesquisadores, considerando que ela detém o maior número de pesquisadores e de alunos de iniciação cientifica com bolsas do CNPq e que, portanto, tem essa responsabilidade e vai responder a essa iniciativa do prêmio.

Prêmio

O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Fundação Roberto Marinho, a Gerdau e a General Electric do Brasil (GE). As inscrições estão abertas até 31 de agosto, e os candidatos podem se inscrever pela internet ou pelos Correios. O regulamento completo do prêmio e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do prêmio (http://www.jovemcientista.cnpq.br/).

Quatro categorias são premiadas sendo elas graduado, estudante do ensino superior, estudante do ensino médio e mérito institucional. Há ainda uma menção honrosa para um pesquisador com título de doutor que tenha se destacado por sua trajetória na área relacionada ao tema do prêmio. Os orientadores das três categorias e as escolas dos três classificados do ensino médio são agraciados com laptops, como forma de estimular e reconhecer a cadeia de aprendizagem.

Na categoria mérito institucional serão premiadas duas instituições – uma de ensino médio e outra de ensino superior – às quais estiverem vinculados o maior número de trabalhos com mérito científico, desenvolvidos por candidatos inscritos nas categorias graduado, estudante do ensino superior e estudante do ensino médio.

Premiação

Na categoria graduado, os vencedores são agraciados com R$ 30 mil (1º lugar), R$ 20 mil (2º lugar) e R$ 15 mil (3º lugar). Para estudantes do ensino superior, os valores são de R$ 15 mil para o 1º lugar, R$ 12 mil para o 2º lugar e R$10 mil para o 3º lugar. Estudantes do ensino médio classificados em 1º, 2º e 3º lugares recebem um Laptop de última geração cada um. No mérito institucional, serão pagos R$ 35 mil para cada uma das duas instituições premiadas. O pesquisador que for indicado para a menção honrosa ganhará R$ 20 mil.

Além da premiação relacionada, todos os premiados recebem bolsas de estudo do CNPq, caso atendam aos critérios normativos do órgão, descritos no site. Os pesquisadores classificados em primeiro lugar em cada uma das categorias (graduado, estudante do ensino superior e estudante do ensino médio), também participarão de Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em 2012.

 

  Categorias: