Adolescentes realizam atividades de mobilização em comunidades de São Luís

Adolescentes realizam atividades de mobilização em comunidades de São Luís
abril 01 21:04 2016

matracaO projeto é realizado pela Agência Matraca em parceria com o Unicef, por meio da Plataforma dos Centros Urbanos

Jovens do projeto Adolescentes da Plataforma dos Centros Urbanos no Controle Social iniciam neste sábado (02/04), de 8h00 as 12h00, na Unidade de Ensino Básico Ribamar Bogea, localizada na Cidade Olímpica, uma série de sete atividades de mobilização, em sete áreas da periferia de São Luís. O foco é o combate a diversos tipos de violência e violação de direitos de crianças e adolescentes.

A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) é uma contribuição do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com prefeituras e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) das cidades participantes, visando à redução das desigualdades que afetam a vida de crianças e adolescentes. Foca na participação de cerca de 20 jovens como protagonistas em seus territórios, estimulando sua articulação como partícipes das mudanças que levarão à melhoria de condições de vida, por meio do projeto Adolescentes da PCU no Controle Social. Esses jovens pertencem aos mesmos sete territórios trabalhados pela PCU, a partir de indicadores desfavoráveis: Cidade Olímpica, Coroadinho, Tirical, Mauro Fecury, Maracanã, Tibiri e Vila Embratel.

Na ação que acontece neste sábado haverá a realização de uma gincana, que abordará o tema Violências contra meninas. O objetivo é estimular conhecimento e reflexão, bem como provocar mudança de atitudes no que se refere a essa temática. A primeira rodada de tarefas aconteceu na sexta-feira, com uma roda de diálogo sobre o mesmo tema, que contou como os primeiros pontos para as equipes, que são formadas por estudantes das escolas UEB Cidade Olímpica, UEB Ribamar Bogea e CEM Joana Batista, além da parceria do Cras e de todo a comunidade.

Mobilização – Numa primeira etapa, todos os jovens passaram por uma grande oficina de Formação Cidadã para o Controle Social, com noções sobre ética, direitos humanos, direito à informação, controle social, participação em espaços políticos de articulação, orçamento público, e também de ferramentas práticas e lúdicas para o exercício do controle social, como fotografia, vídeo e produção de rádio.

As próximas mobilizações serão: no Coroadinho, o Direito ao Esporte, Lazer e Cultura (dia 09/04, mesmo horário); Tirirical, a Violação ao meu direito à educação de qualidade (dia 16/04, mesmo horário); Mauro Fecury, Gravidez na adolescência (dia 23/04, mesmo horário). No Maracanã acontecerá o Mutirão da informação – o lixo pode causar doenças (dia 30/04, mesmo horário); enquanto no Tibiri será discutido o tema Segurança e cidadania: o que eu penso sobre isso? (dia 07/05, mesmo horário). Na Vila Embratel o debate será sobre o Enfrentamento à Violência Sexual (dia 14/07, mesmo horário).

  Categorias: