Atividades que promovem reciclagem de produtos recebem atenção do público na SNCT

Atividades que promovem reciclagem de produtos recebem atenção do público na SNCT
outubro 18 18:58 2012


No terceiro dia de visitação pública nas atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no São Luís Shopping, estudantes de dezesseis escolas da rede pública estadual e municipal estiveram presentes participando das atividades que tem como objetivo, promover a popularização da ciência. Além dos espaços mais visitados como o Planetário e o Grafite Digital, os estudantes puderam ver de perto várias outras atrações e receber orientações sobre atividades científicas. O evento que é realizado no Maranhão pelo governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA)

Este ano a semana tem como tema “Sustentabilidade, Economia Verde e Erradicação da Pobreza” e os stands científicos reservaram um amplo espaço para debater esse conceito. Na feira de economia solidária, por exemplo, as crianças, adolescentes e jovens que visitam as barracas se deparam com o manejo criativo que transforma material reciclável em produtos para comercialização. “A feira da economia solidária mostra como é possível transformar preservando”, diz Mariana Nascimento, coordenadora de economia solidária da SETRES.

O reaproveitamento de material é um dos que mais tem chamado a atenção da estudante do 3º ano do ensino médio, Darcilene Guterres. “Aqui percebemos que muito dos instrumentos utilizados são reciclados. Essa intenção de preservar com consciência e de poder transformar isso em fonte de renda é muito importante”, observa.

desfileNo stand da Faculdade Cest Santa Terezinha, a universitária Ana Paula soube potencializar a utilização de materiais recicláveis. Ela criou uma coleção de moda que batizou como sendo “Do Lixo ao Luxo”. Fez um vestido utilizando sacolas de compras e balões vazios, outro com copinhos de café e um conjunto de saia feita com sacolas de lixo e uma blusa de jornal, adornada com a abertura de latinhas de refrigerante. “Na verdade penso que essa coleção tem tudo a ver com o tema da Semana de Ciência e Tecnologia e imagino que as pessoas devam se inspirar para transformar”, esclarece.

A obra da artista universitária que mais chamou a atenção foi um vestido feito com TNT e embalagens de café e leite em pó, pipoca e até macarrão, devidamente espelhadas com cd’s quebrados. O vestido atraiu estudantes, como a jovem Natanyelle, 12 anos, da Escola Militar. “Eu acho que usaria sim esse modelo. Ele é bonito e daria para sair com ele para uma festa”, conta. A jovem estudante parabenizou a criadora do modelo e, antenada com o universo da preservação ambiental, afirmou que as produções de roupas deveriam levar em conta os efeitos que podem causar na natureza. “Imagino que é muito importante preservar. E se tivermos que usar roupas recicladas seria muito bom”, diz.

Esse processo de conscientização cada vez mais cedo, norteou as atividades de pesquisa em um dos auditórios disponíveis para palestras no local do evento. O Instituto Germinar ministrou a palestra Criança Consciente, sobre a importância de, cada vez mais cedo, se investir em preservação. Guerche Silva, apostou na Eficiência Energética, como forma de promover e mobilizar para a importância de se preservar fontes de energia em um universo cada vez mais consumista por este tipo de demanda.

Parceiros – O evento tem as parcerias da Ufma, Uema, Ifma, Ceuma, Faculdade Santa Terezinha, Instituto Florence, Pitagoras, Sebrae, Senai, Cruz Vermelha, Colégio Militar, Corpo de Bombeiros, Icrin, Vale, Eletronote e  secretarias de Estado da Educação, Cultura, Segurança, Meio Ambiente e Igualdade Racial, entre outros.

  Categorias: