Brasil tem 4 milhões de acessos a banda larga móvel

Brasil tem 4 milhões de acessos a banda larga móvel
outubro 13 11:26 2009

O Brasil fechou o mês de junho com 4 milhões de usuários de banda larga por meio de aparelhos celulares ou modem 3G. A informação faz parte do Balanço Huawei de Banda larga Móvel, realizado pela consultoria Teleco.

Segundo o estudo, em junho deste ano a banda larga móvel estava disponível para 62% da população, em 11,3% dos municípios brasileiros. São 629 as cidades que já podem usar a rede 3G para navegar na internet. Rio de Janeiro é o estado com maior número de localidades atendidas pelo 3G, exatos 44,6%. Atrás do Rio aparecem Espírito Santo, com 29,5%, e São Paulo, com 20,2%.internet

Levando em conta a densidade, no Brasil são 2,1 acessos por 100 habitantes, um número ainda pequeno se comparado ao líder mundial, o Japão, cuja a penetração da banda larga por celular chega a 74 acessos por 100 habitantes. A média mundial é de 5 acessos por 100 habitantes.

As principais tecnologias para esse tipo de acesso móvel têm sido WCDMA, HDPA, WiMax e EV-DO, que fornecem os conhecidos acessos 3G e 3,5 G. Segundo o estudo da Teleco, o modem 3G era o campeão de preferência dos usuários: eram 1,1 milhão de acessos por modem e 1 milhão de acessos por celular. No segundo trimestre de 2009, no entanto, isso se inverteu. Agora são 2,1 milhões de acessos via celular e 1,8 milhão por modem.

Apesar de o número de acessos ter aumentado, o preço pago pelo brasileiro para o uso da rede de dados das operadoras de celular está acima da média mundial. Considerando um pacote mensal de 1 GB de dados trafegados, o valor médio do serviço no Brasil é de R$ 80. O mesmo serviço custa R$ 82 na Espanha, R$ 62 em Portugal e R$ 18 no Reino Unido. Já para um pacote de 500 MB, o custo brasileiro é de R$ 76, enquanto o do Chile é de R$ 58, o do México é R$ 56,10 e o da Argentina é de R$ 35,40.

Mesmo com o alto preço, é esperado que a banda larga móvel supere a fixa no Brasil até o final de 2011. No mundo, essa virada já aconteceu: no final do segundo trimestre de 2009, eram 440 milhões de acessos fixos, contra 449 milhões de acessos móveis.

  Categorias: