Campanha ’10 minutos contra a dengue’

Campanha ’10 minutos contra a dengue’
abril 04 15:00 2011

Após informe da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil sobre a dengue do tipo 4 já circular no Estado do Rio de Janeiro, campanha oportuna coordenada por pesquisadores da Fiocruz e UFRJ foi lançada, visando combater os criadouros do mosquito.Contra_Dengue

Dez minutos por semana – se todos os cidadãos investirem esse tempo eliminando os focos que possam conter larvas do mosquito perto de si, a doença pode ser controlada. No âmbito da proposta Pronex-Dengue, “Desenvolvimento e Avaliação de Novas Tecnologias e Estratégias de Vigilância no Controle da Dengue”, a campanha proposta e coordenada pela Dra. Denise Valle, do Laboratório de Fisiologia e Controle de Artrópodes Vetores, da Fiocruz, e pelo Dr. Marcos Sorgine, do Instituto de Bioquímica Médica, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tem o intuito de combater a proliferação do mosquito da dengue.

Intitulado “10 minutos contra a dengue”, o projeto foi apoiado pelo CNPq e pela Faperj e replica iniciativa que foi decisiva para o controle de uma grande epidemia em Cingapura, entre os anos de 2004 e 2005. No Estado, o projeto foi apresentado à Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, que decidiu assumir a campanha.

Dengue do tipo 4 já circula no Estado do Rio de Janeiro

De acordo com nota da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil, a dengue do tipo 4 chegou ao estado do Rio. Localizado em Niterói, o vírus foi identificado por meio de exames laboratoriais realizados pela Fiocruz. Duas irmãs, de 21 e 22 anos, contraíram a doença durante o carnaval e já passam bem. Como não viajaram, é provável que tenham sido infectadas dentro do próprio Estado.

Segundo especialistas, o problema da chegada do novo tipo do vírus é que toda a população está vulnerável a ele, o que poderia causar uma grande epidemia. A Secretaria de Saúde informou que os sintomas não diferem da dengue do tipo 1, 2 e 3 e que as recomendações médicas de tratamento permanecem as mesmas.

Maranhão também lança campanha de combate à dengue

O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), lançou no último mês uma grande campanha de combate à dengue em São Luís. O objetivo da ação é evitar uma epidemia da doença na capital maranhense. Conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), de janeiro até o início deste mês, ocorreu aumento de aproximadamente 1.000% no número de casos de dengue em São Luís, em comparação com igual período de 2010.

A governadora do Estado, Roseana Sarney (PMDB), afirmou que essa ação é um esforço concentrado do Executivo estadual para evitar a proliferação da doença. “Estamos fazendo um esforço muito grande para que possamos impedir que a dengue se propague, não somente em São Luís, mas no Maranhão todo”, declarou a governadora. “É um esforço para que a população possa estar tranqüila, pois o Governo está junto dela, orientando e melhorando a vida da população”, complementou.

O secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, disse que a força-tarefa é uma determinação da governadora Roseana Sarney, diante do aumento substancial do número de casos na capital. “Com a ação, não teremos epidemia”, projetou Murad. A força-tarefa de combate à dengue integrará agentes de endemias, Prefeitura de São Luís, Governo do Estado e outros órgãos como o Corpo de Bombeiros e Exército. As atividades ocorrerão nos próximos 90 dias. Quinhentos e cinqüenta e oito agentes de controle de endemias trabalharão na ação emergencial.

Durante o mutirão, serão realizadas ações rotineiras de visitas domiciliares com inspeções prediais, eliminação e tratamento de criadouros, limpeza pública de terrenos baldios e recolhimento de materiais de grande porte não utilizáveis.

A estrutura de combate à dengue terá ainda 20 carros fumacê para a borrifação nos bairros e 10 carros de som que farão a divulgação de mensagens de alerta contra a doença. “A parceria [com o Exército e Corpo de Bombeiros] é importante porque vai nos ajudar. Eles vão somar com os nossos agentes, para combater, com mais eficácia, a dengue no nosso estado”, ratificou a governadora Roseana Sarney.

 

  Categorias: