Características dos profissionais de hospedagem no Maranhão são investigadas

Características dos profissionais de hospedagem no Maranhão são investigadas
janeiro 28 19:36 2014

banner hospedagemDe acordo com o Ministério do Turismo as cidades de São Luís e Barreinhas são destinos indutores de turismo no Brasil, constituindo, dessa forma, pontos de atração de turistas nacionais e estrangeiros pelo patrimônio histórico, beleza arquitetônica e natural, cultura e sua rica culinária. Mas para se consolidar como destino turístico são necessários investimentos constantes em infraestrutura e em serviços como hotéis, restaurantes e profissionais capacitados para bem atender ao turista.

Uma pesquisa apoiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA, que está em fase de conclusão, investigou as características do mercado hoteleiro e dos profissionais que prestam hospitalidade aos visitantes do estado com o objetivo de traçar o perfil desse profissional e identificar as competências, qualidades e aspectos a serem melhorados.

Os responsáveis pelo trabalho, professores do Departamento de Turismo e Hotelaria, da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Luciana Brandão e Davi Andrade apontam que em 2013 o estado comemorou o recorde de 6 milhões de turistas estrangeiros. “O Maranhão tem recursos e produtos turísticos bastante competitivos. Claro que alguns aspectos precisam de mais atenção para que tenhamos destinos mais competitivos e assim atrair mais investimentos no setor turístico/hoteleiro e mais turistas”, endossa a professora Luciana Brandão.

Para este projeto foram entrevistados 67 meios de hospedagem, como hotéis e pousadas, de médio a grande porte, entre março e maio de 2013, usando-se depois a abordagem quati-qualitativa. “A pesquisa faz um diagnóstico sobre a formação dos profissionais que trabalham no setor, revela a percepção dos empresários sobre estes e aponta caminhos, para os profissionais, para as empresas hoteleiras e para as escolas/universidades. Assim, contribuímos com a formação de recursos humanos para o setor de turismo e hospitalidade no Maranhão e este aspecto, dos recursos humanos, é fundamental para o setor, por se tratar de prestação de serviços”, explica o professor Davi.

Com os resultados obtidos os pesquisadores puderam apontar quais as principais carências dos profissionais desse setor no estado. “as cinco principais carências na formação dos profissionais baseiam-se em pouco conhecimento sobre o setor, pouco conhecimento em idiomas estrangeiros, postura profissional, experiência e espírito de equipe”, diz Luciana. Mas nem tudo são deficiências, como aponta o professor Davi, “Temos boas escolas de formação profissional para o setor de hotelaria no Maranhão, como a UFMA, o IFMA, o SENAC.”, completa.

O trabalho está em fase final, com a elaboração de artigos e apresentação de resultados em seminários como a V Semana do Hoteleiro, da UFMA, e em breve os resultados serão apresentados em congressos nacionais e internacionais, e também publicados em periódicos e livro.

  Categorias: