Caxias aprende sobre conservação ambiental através do universo infantil

Caxias aprende sobre conservação ambiental através do universo infantil
junho 26 15:25 2014

FOTO 2copiaA preservação do meio ambiente tem se tornado cada vez mais uma preocupação geral da sociedade.

E práticas educativas, por meio da pesquisa, têm aguçado a curiosidade de jovens quanto à importância da conservação da natureza.

Em Caxias, na região dos cocais, a estratégia utilizada para chamar a atenção desses adolescentes foi levá-los a estudar espécies de insetos aquáticos.

Coordenado pelo professor doutor em Biologia, Carlos Augusto Silva Azevedo, da Universidade Estadual do Maranhão / UEMA – Caxias, o projeto tem como alvo alunos de ensino médio e a comunidade em geral de Caxias.

A ação que teve início em 2012 foi desenvolvida por alunos e professores ligados ao Laboratório de Entomologia Aquática da UEMA de Caxias.

A equipe do projeto de extensão buscou divulgar o conteúdo que é desenvolvido dentro do laboratório em relação aos insetos aquáticos e, com isso, despertar o interesse dos jovens em relação à pesquisa científica e consequentemente, à conservação do meio ambiente.FOTO 1copia

O coordenador do projeto explicou a escolha pela área de insetos aquáticos. “Foi escolhida a área de insetos aquáticos, pelo fato de existir no CESC/UEMA um laboratório que trabalha diretamente com estes organismos, sendo realizadas pesquisas na área de taxonomia, biologia e ecologia”.

Primeiramente, os alunos do Ensino Médio fizeram pesquisas sobre a importância da preservação do meio ambiente e das ações do homem sobre o meio.

Após isso, foram a campo realizar coletas, fotografar e filmar algumas espécimes de insetos aquáticos em rios, riachos, lagos, etc.

Com o material recolhido, foram confeccionados painéis interativos, banners e jogos utilizando os insetos como referência para mostrar diferentes processos biológicos e ecológicos.

Após essa fase de coletas de informações, os alunos de iniciação científica receberam o apoio por meio de palestras de pesquisadores, técnicos e profissionais que atuam na área da pesquisa e do meio ambiente.

Com isso, produziram exposições em escolas e espaços públicos de insetos aquáticos e suas importâncias para o meio ambiente.

Cláudio Azevedo falou sobre a relevância do projeto. “Acho fundamental que a comunidade em geral tome conhecimento do que está sendo realizado e que venha a despertar o interesse pela pesquisa e principalmente da importância da preservação dos ambientes aquáticos, que no nosso município, assim como em outros locais vem sofrendo intensas ações antrópicas”.

FOTO 2COPIA1A equipe do projeto já realizou, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente de Caxias, várias palestras sobre educação ambiental e preservação dos ambientes aquáticos.

Além disso, exposições foram feitas com filmes, fotografias e os produtos gerados pelos alunos, como quebra-cabeças feitos com as imagens coletadas dos insetos para que o público despertasse o interesse e aprendesse as principais características de cada ordem de insetos apresentada.

O público-alvo do projeto tem apreendido também de forma lúdica, o conhecimento sobre esses animais.

São realizadas oficinas para confecção de larvas de insetos aquáticos, visando à interação do público com o tema.

Estão sendo também contactadas pessoas que possam desenvolver jogos com uso de programas de computador, confecção de cartilhas e filmes educativos que possam ser distribuídos nas escolas entre outros.

  Categorias: