Com lançamento de livros, APEM resgata história escravista do Maranhão

Com lançamento de livros, APEM resgata história escravista do Maranhão
setembro 13 13:36 2012

livros-historiaNa noite de ontem (12), pesquisadores, estudantes, professores e, simplesmente, pessoas interessadas pela história do Maranhão foram ao Arquivo Público do Estado (APEM) prestigiar o lançamento dos livros “Repertório de Documentos para a História da Escravidão no Maranhão 1754-1840, v. I” e “Catálogo dos Registros Gerais: registros de atos e da correspondência do Reino e do Governo do Maranhão 1822-1885, v.II”, ambos organizados pela instituição.

A primeira obra reúne uma vasta documentação produzida e acumulada pelo Governo do Estado que trata da questão da escravidão do estado nos períodos colonial e imperial. Já o Catálogo traz registros da vida política, administrativa e social do Maranhão no referido período.

O lançamento dos livros teve o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Maranhão (FAPEMA). “Uma das preocupações da FAPEMA é valorizar e resgatar as riquezas históricas do Maranhão, principalmente dando suporte a iniciativas como estas”, afirmou Cláudia Coelho, assessora da Fundação, que esteve no lançamento representando o diretor-presidente da instituição, Antonio Luiz Amaral Pereira.

Segundo Conceição Rios, diretora do Arquivo Público do Estado do Maranhão, os livros possuem uma importância histórica muito grande. “A realização dessa obra, que disponibiliza mais um instrumento de pesquisa, reforça a atenção que o Arquivo Público dedica aos pesquisadores que buscam o seu acervo. Nesse processo, o apoio da FAPEMA foi fundamental, nos possibilitando dar este presente a São Luís pelos seus 400 anos”, afirmou a diretora, contando, ainda, que exemplares dos livros serão enviados para instituições de ensino, bibliotecas e acervos do Brasil e do mundo.

O evento também foi prestigiado pela Secretária de Estado da Cultura, Olga Simão, que aproveitou para falar sobre as ações do Governo no que diz respeito ao resgate da cultura imaterial do Maranhão. “É fundamental dar sustentabilidade à nossa cultura que é tão vasta e tão única. Um desses caminhos é preservar a memória por meio destes documentos históricos. Da parte do Governo, existe uma determinação para buscar parcerias a fim de que a totalidade deste trabalho de preservação seja atingida, conservando a memória e disponibilizando-a de forma adequada”, disse.

CONTEÚDO – A apresentação das obras foi feita pela historiadora Maria Helena Pereira Espínola, que participou de todo o processo de pesquisa e catalogação bibliográfica. “A pesquisa no primeiro volume do Repertório de Documentos para a História da Escravidão no Maranhão 1754-1840, Livros_considerou o tema da escravidão em sentido amplo, entendendo o aspecto informativo a documentos relativos aos escravos, filhos de escravos, pretos, negros, mulatos, pardos, forros, libertos e africanos livres. Já o Catálogo de Registros Gerais: registros de atos e correspondência do Reino com o governo do Maranhão, possibilita que cidadãos e pesquisadores travem conhecimento qualitativo com as fontes existentes no Arquivo Público, permitindo-lhes revisar ou ampliar a historiografia maranhense”, explicou.

Думаю, ты просто не "Flv converter keygen"любишь об этом говорить.

Из тебя воплощение получше, "Учебник этнология скачать"чем из Лэнджа.

спросил "Бесплатная музыка для брейк данса скачать"он, и я проследил за его взглядом.

Ему придется задуматься "Kis ключи скачать"только над тем, как ей удалось "Nod скачать базы"убежать от своего хозяина.

Репортеры поддержали ее "Скачать клуб клуб инфинити"почин не "Драконы скачать игру"столько потому, что считали овацию необходимой, сколько "Игры мечи и сандалии 2"чтобы поощрить мисс Блейз подольше продолжать это "Скачать универ 1 сезон 1 серия"волнующее ее грудь действие.

Тело "Бесплатные фильмы фантастика скачать"лежало на каменной плите лицом вверх, руки скрещены на груди.

  Categorias: