Consultores da FAPEMA se reúnem para julgamento do edital Universal

Consultores da FAPEMA se reúnem para julgamento do edital Universal
julho 12 15:33 2013

DSC 1778 editadaDurante dois dias, consultores Ad-Hoc estiveram reunidos em São Luís para avaliar os processos do edital Universal da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA. Além dos representantes de universidades maranhenses, a reunião também contou com a participação de professores doutores de instituições de ensino de outros estados.

O edital Universal destina recursos financeiros no valor de R$ 3 milhões de reais para o financiamento de projetos de pesquisa científica e tecnológica em várias áreas de conhecimento que serão desenvolvidos em instituições de ensino superior – públicas ou privadas – sediadas no Maranhão.

Na avaliação, a presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra, agradeceu a presença dos consultores, lembrando da importância do edital. “Esse é o maior edital da Fundação, o mais concorrido. Nós nos reunimos aqui, avaliamos e sabemos que cada consultor é soberano na avaliação do projeto que ele estiver verificando e eles podem deliberar sobre tudo”.

Os processos avaliados foram classificados em três faixas. Na Faixa A, foram incluídos projetos de pesquisa propostos por pesquisadores doutores, com ao menos dois artigos publicados nos últimos três anos. Para essa faixa foram reservados recursos de R$1,6 milhão de reais, sendo que os projetos submetidos tinham o teto máximo de R$ 40 mil. No total foram 95 processos, a maioria da área de Ciências Biológicas.

Na Faixa B, os projetos foram propostos por doutores com ao menos um artigo publicado e uma orientação concluída ou em andamento. Nessa categoria, foram 68 processos analisados, sendo a maior parte da área de Humanas. O valor destinado a essa pesquisa foi de R$ 900 mil reais.

Na Faixa C, quarenta e nove projetos foram avaliados, sendo que dezessete deles na área de Saúde. Os pesquisadores eram mestres e os recursos reservados são no valor de R$ 500 mil reais.

Pesquisadores doutores das Universidades Federais do Mato Grosso (UFMT), Tocantins (UFT), Rio Grande do Norte (UFRN), São Paulo (UNIFESP), Pará (UFPA) e Goiás (UFG) integraram a lista de consultores Ad-Hoc na banca de avaliação. “Sempre é realizada uma análise minuciosa. Verificamos se há restrições, se as propostas e o projeto final são recomendados ou não. Tudo é feito para que quando o resultado final saia, ou seja, antes de ser assinado o termo de outorga, o pesquisador esteja ciente da sua situação”, explicou Márcia Maciel, coordenadora de Planejamento e Assuntos Estratégicos da FAPEMA. No total foram avaliados 263 processos, sendo que destes, 170 foram considerados enquadrados pelos consultores.

  Categorias: