Criação da UEMASUL recebe apoio de deputados estaduais

outubro 20 14:39 2016

A criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) segue recebendo apoio de deputados estaduais, que enxergam no projeto de lei o fortalecimento do ensino superior na Região Tocantina. Na sessão desta quarta-feira (18), o deputado Marco Aurélio solicitou regime de urgência para votação do projeto, que trata da construção de uma universidade desvinculada da UEMA, em Imperatriz, concretizando um sonho antigo da população.

O governador Flávio Dino encaminhou o projeto para criação da UEMASUL ainda em setembro para a Assembleia Legislativa, onde permanece em tramitação. Caso a medida seja aprovada pelos parlamentares, o governador sancionará a lei e no próximo ano a nova instituição já inicia o funcionamento. O deputado Marco Aurélio lembrou da importância de submeter, o mais breve possível, o projeto para votação, com o intuito de garantir o funcionamento da instituição em 2017.

 

“Coube ao governador Flávio Dino reconhecer o anseio da nossa Região Tocantina e enviar o projeto para esta Casa. O governador Flávio Dino enviou o projeto e agora está conosco a responsabilidade de saber se a universidade vai continuar do jeito que está ou se terá autonomia para cumprir a sua missão, que é de fortalecer o ensino, a pesquisa e a extensão”, declarou o deputado.

 

Segundo Marco Aurélio, a iniciativa do Governo do Estado resgata e fortalece o Ensino Superior. Ele apresentou o anuário estatístico da UEMA, que foi divulgado há um mês e revela a viabilidade da UEMASUL. Os campi que estão neste momento em estudo e irão avançar a partir da aprovação do projeto e da sanção do governador são os campi de Imperatriz, Açailândia, Barra do Corda, Grajaú e Balsas. O campus de Carolina já está criado, mas não está implantado. Todos esses campi concentrarão 21% dos alunos matriculados nos cursos presenciais da Uema, contendo 25 cursos do total de 107 cursos de graduação presencial.

 

“Destaco também, senhores e senhoras, o quadro docente: serão 144 professores efetivos sendo 108 mestres e doutores, o que corresponde a 75% do quadro do corpo docente dos efetivos da UEMASUL que, a partir da aprovação, terá 75% de mestres e doutores, o que atende perfeitamente as necessidades”, relatou Marco Aurélio.

 

Na sessão, a criação da universidade também recebeu o apoio do deputado estadual Léo Cunha. “Eu me integro a essa sua luta, a luta do Governo para que seja criado para o Sul do Maranhão, a Universidade do Sul do Maranhão, a UEMASUL. Pois, realmente, há muitos anos, eu vejo o dilema e o desespero que temos para adquirir as coisas em São Luís para a melhoria dela”, defendeu o parlamentar, que destacou a iniciativa como uma chance para que Imperatriz e outros municípios vizinhos se desenvolvam, a partir do fortalecimento científico, cultural e socioeconômico 

 

O deputado Marco Aurélio destacou que a criação da UEMASUL já conta com o apoio expresso da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, da Associação dos Diretores e Trabalhadores de Escolas Públicas do Maranhão, da Academia Imperatrizense de Letras, do Sindicato Rural de Imperatriz, que inclusive doou a área para construção de um novo Campus em Imperatriz, da Unidade Regional de Educação (URE), do corpo docente da Universidade Estadual do Maranhão do Campus de Imperatriz, juntamente com a comunidade acadêmica, todos os diretores, presidentes dos centros acadêmicos e presidentes dos diversos órgãos colegiados também emitiram nota de apoio pela iniciativa.

  Categorias: