Dezoito instituições se candidatam a operar Pappe Integração

Dezoito instituições se candidatam a operar Pappe Integração
abril 22 19:05 2010

pappeintegracaoDezoito instituições, uma por estado, se inscreveram para operar o Pappe Integração (Programa de Subvenção à Pesquisa em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Norte, Nordeste e Centro-Oeste). Serão cerca de R$ 85 milhões em recursos não reembolsáveis (que não precisam ser devolvidos) da Subvenção Econômica, para apoiar em torno de 500 empreendimentos. Puderam se candidatar à parceria fundações de amparo à pesquisa dos estados, secretarias estaduais de ciência e tecnologia ou entidades sem fins lucrativos indicadas pelas secretarias.
 
São essas instituições que irão gerenciar todos os recursos localmente, transferindo-os às empresas beneficiadas. As propostas dos 18 estados que manifestaram interesse em participar do programa serão analisadas até 30 de abril. No dia 4 de maio, a FINEP divulga os resultados preliminares. A previsão é de que o resultado final seja conhecido em 1º de junho.
 
“Como um programa descentralizado, a ideia é aproveitar o espírito empreendedor de cada região”, diz Gina Paladino, superintendente da Área de Subvenção e Cooperação da FINEP. Até o final de junho, as empresas – que serão escolhidas por editais próprios capitaneados pelas instituições selecionadas pela FINEP nesta primeira fase – já estarão recebendo os recursos.
 
 
O Pappe Integração
 
Lançado em dezembro de 2009, o programa é uma nova iniciativa de fomento à inovação nas regiões escolhidas. O foco no Norte, Nordeste e Centro-Oeste tem por base a garantia de que 30% dos recursos do FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) sejam destinados a estas regiões. “Esta é uma iniciativa que reflete o compromisso da FINEP e do Ministério da Ciência e Tecnologia em incluir todas as microempresas brasileiras no mapa da inovação”, completa Gina, que vê nessa ação uma forma de complementar outras iniciativas que acabaram ficando mais concentradas nas regiões Sul e Sudeste.

A opção pela proximidade dos parceiros operadores vai garantir capilaridade ao Pappe.  Os parceiros poderão operar entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões, sem necessidade de contrapartida estadual. Para os que solicitarem mais de R$ 2 milhões, deverá ser observado o critério de contrapartida estabelecido no item 4 da carta-convite, que varia de acordo com cada estado. Além do repasse financeiro, a FINEP também vai orientar e capacitar os gestores do Pappe Integração em cada estado.
 
Cada empresa contemplada (com faturamento de até R$ 2,4 milhões por ano) vai receber no mínimo R$100 mil e, no máximo, R$ 400 mil, dependendo do porte e características dos projetos. Os recursos serão aplicados no desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos que agreguem valor aos negócios e ampliem seus diferenciais competitivos. 

  Categorias: