Dia Mundial da Biodiversidade é comemorado com plantio de mudas em Parque da Vale, diretora da Fapema representa o estado plantando muda de Ipê-roxo

Dia Mundial da Biodiversidade é comemorado com plantio de mudas em Parque da Vale, diretora da Fapema representa o estado plantando muda de Ipê-roxo
maio 22 16:56 2010

rosane 

A diretora presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Rosane Nassar Meireles Guerra, participou neste sábado, 22 das comemorações ao Dia Internacional da Biodiversidade. A convite da Vale, ela plantou, no Parque Botânico da empresa, uma muda de Ipê-roxo, arvore símbolo do Brasil. ipe

O plantio aconteceu de forma simultânea, às 10h,  em todos os parque botânicos e unidades de preservação protegidos pela empresa em todo o país. Rosane Guerra foi a representante do Maranhão no plantio, em reconhecimento a sua valiosa contribuição as questões ambientais e de pesquisa no Maranhão.  “Estou muito honrada com o convite. E representando um órgão do governo do Estado eu posso dizer que o governo do Estado também fica muito feliz com essa parceria com a Vale neste momento”, disse  Rosane Guerra.

Ela observou que a redução do número de árvores em São Luís, a exemplo de outras localidades, tem como conseqüência o aumento da temperatura. “O ideal é que a gente possa preservar o que já existe e criar outros espaços de preservação e utilização sustentável como é o parque da Vale, para que possamos ter mais qualidade de vida “.rosane_e_mari

Rosane destacou que a Fapema tem apoiado projetos de pesquisa que têm como foco a biodiversidade. Ela citou como exemplos convênios firmados entre a fundação e o CNPq em projetos de rede como o PROBIO, Rede Nordeste de Biotecnologia e Rede Norte de Biodiversidade. 

“O plantio de novas mudas é um ato de contribuição para preservação da natureza. Temos muitas atitudes que podemos fazer no nosso dia-a-dia para a preservação da biodiversidade brasileira”, observou a coordenadora do Parque da Vale, Marília Diniz. “Convidamos a diretora da Fapema para representar o estado neste ato, por seus trabalhos de pesquisa na área ambiental e por ser parceria em ações no Parque onde ela já proferiu palestras”, completou.

Preservação – Durante toda a semana o Parque Botânico Vale ofereceu à comunidade uma programação especial que incluiu mini-curso, palestras e espetáculo teatral sobre o tema. Entre as palestras, o “Declínio da população de anfíbios: causas e impactos a biodiversidade, ministrada pelo biólogo Anderson Ferreira, que apresentou estudos que mostram as ameaças sofridas pelos anfíbios (animais de sangue frio que incluem rãs, sapos e salamandras) devido às mudanças climáticas.

O Brasil abriga hoje a maior diversidade biológica do planeta. No país estão de 15% a 20% de toda a biodiversidade mundial. Atualmente o país usa 25% mais recursos naturais do que o planeta é capaz de fornecer.

Este ano foi declarado pelas Nações Unidas o Ano Internacional da Biodiversidade, com o objetivo principal de fazer as pessoas refletirem sobre a importância da biodiversidade para a manutenção da vida na Terra.  

 Como parte de seu compromisso com a biodiversidade, a Vale protege mais de 10 mil km2 de áreas naturais no Brasil e em outros países. Entre as áreas protegidas mantidas pela empresa, destacam-se, além da Reserva Natural em Linhares, as Reservas Particulares do Patrimônio Natural do Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, o Parque Botânico Vale em Vitória (ES), o Parque Botânico Vale em São Luís (MA) e o Parque Zoobotânico Vale em Carajás (PA).

Além de proteger áreas naturais, a Vale tem como obrigatórias em todas as suas unidades operacionais ações para minimizar a intensidade dos impactos causados pela atividade mineradora. A empresa também tem ações para recuperar áreas degradadas não associadas à sua operação.

 

 

  Categorias: