Diretor-presidente da Fapema participa do MCAA Brazil – Europe Workshop

setembro 28 20:11 2017

mcaa1O diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) participou nesta quarta-feira, dia 27, da abertura do MCAA Brazil – Europe Workshop, no auditório do prédio de Pós-Graduação do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Com o tema “Construindo um futuro sustentável baseado na ciência cooperativa, tecnologia e educação”, o evento, sediado pela primeira vez no Brasil, teve como objetivo apoiar o processo de internacionalização dos Institutos de Ensino Superiores maranhenses e de outras regiões do Brasil.

Segundo o coordenador do evento, Leonardo Teixeira Dall’Agnol, o workshop tem  como objetivo a cooperação Brasil/Europa, fomentando a colaboração numa ciência cooperativa, trazendo pesquisadores europeus e brasileiros com experiências de mobilidade internacional e de mobilidade intersetorial para promover um network baseado na troca de experiência, promover parcerias e ajudar na internacionalização das instituições de ensino e pesquisa do Maranhão.

O evento conta com a participação de professores de universidades de vários estados brasileiros e pesquisadores da União Europeia para compartilharem suas experiências com estudantes, professores, pesquisadores e profissionais de indústrias farmacêuticas e de biotecnologia.

altDe acordo com o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, a fundação financia o evento dentro do Programa de Apoio à Realização De Eventos Científicos, Tecnológicos e de Inovação. “Estamos investindo muito na internacionalização através dos editais de estágio nacional, estágio internacional e cooperação internacional. E aqui não poderia ser diferente. Essa discussão com a Europa interessa muito ao Maranhão. Nós temos que reforçar nossas discussões sobre biotecnologia e economia criativa, onde temos muito que aprender, mas também, muito a oferecer ao mundo através da experiência maranhense”, disse o diretor-presidente da Fapema.

Para Alex Oliveira, o MCAA Brazil – Europe Workshop abre novas pontes de relacionamentos para que o Maranhão possa aumentar cada vez mais a sua mobilidade acadêmica, enviando e recebendo alunos. “Precisamos abrir nossas portas para receber estagiários e pesquisadores de outros países para que eles venham conhecer a forma que nós lidamos com os nossos problemas, entendendo que os problemas que existem no Maranhão existem em outros lugares do mundo e que soluções encontradas aqui podem ser debatidas com soluções encontradas em outros países. Eu acho que a grande oportunidade é redimensionar as relações multilaterais da pesquisa, de forma que a gente saia do patamar ‘vamos lá aprender’. Nós vamos sim aprender, mas nós queremos levar a pesquisa maranhense também para contribuir”, destacou o diretor-presidente da Fapema.

altMesa redonda

O programa Cidadão do Mundo e o 1º Fórum ReInter foram algumas das experiências bem-sucedidas desenvolvidas pelo Governo do Maranhão que foram destacados pelo secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Davi Telles, na mesa redonda ‘Internacionalização como estratégia para fortalecer a pesquisa e a educação: estratégias BR-UE e casos de sucesso’.

A mesa foi moderada pelo diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, e contou com a participação da assessora Técnica da Diretoria de Relações Internacionais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Cyntia Sandes Oliveira, e do chefe de Ciência, Tecnologia e Inovação da Delegação da União Europeia no Brasil, Alejandro Zurita.

“Nós temos a experiência do Cidadão do Mundo que já levou muitos jovens para estudar idiomas no exterior e ainda vai levar mais no ano de 2018. Nesse momento, além de levar jovens para fazer um intercâmbio e aprender um idioma, nosso objetivo é que esses jovens estabeleçam vínculos internacionais que podem se tornar oportunidades de experiências profissionais internacionais”, disse Davi Telles.

Durante a mesa, Alex Oliveira falou sobre a importância de estreitamento dos vínculos entre as instituições. “Aproximar e estreitar os laços entre as instituições é algo necessário para que se possa pensar na produção de pesquisas científicas em conjunto”, destacou o diretor-presidente da Fapema.

  Categorias: