Divulgado novo censo do CNPq sobre grupos de pesquisa no Brasil

Divulgado novo censo do CNPq sobre grupos de pesquisa no Brasil
agosto 13 12:31 2009

O novo censo do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil foi realizado durante o ano de 2008 e acaba de ser divulgado. Reflete o cenário atualizado da ciência brasileira a partir das informações dos grupos de pesquisa cadastrados. A distribuição geográfica, as linhas de pesquisa desenvolvidas, as produções científicas, tecnológicas e artísticas dos pesquisadores e estudantes são alguns dados que integram o mapeamento realizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT).

O Diretório dos Grupos de Pesquisa foi criado em 1993 pelo CNPq e suas informações são atualizadas permanentemente. Os dados sobre os recursos humanos que constituem os grupos, linhas de pesquisa, especialidades do conhecimento, setores de atividade, produção de C&T e padrões de interação dos grupos com o setor produtivo ficam armazenados. A cada dois anos, um censo é realizado e toda a comunidade representada no Diretório é convocada a atualizar as informações dos grupos que são processadas e apresentadas à comunidade científica e ao público, proporcionando um abrangente panorama sobre a capacidade de pesquisa no Brasil.

Mais de 60% dos pesquisadores são doutores

Participaram do último censo 422 instituições, registrando 22.797 grupos de pesquisa compostos por mais de 104 mgruposdepesquisail pesquisadores, sendo 66.785 doutores. No comparativo com o censo de 2002 – ano em que o formulário tornou-se on-line, facilitando a comunicação e a coleta dos dados – o crescimento do número de grupos cadastrados foi de 50%. O número de pesquisadores cresceu 83% e o de doutores 94% no mesmo período.

Descentralização regional

O censo 2008 revela que todas as regiões cresceram numericamente, desde o primeiro censo, realizado em 1993. Em termos participativos, as regiões Norte e Nordeste foram as que registraram maior aumento percentual nos últimos 15 anos: 176% e 71%, respectivamente. Os dados mostram ainda que uma constante descentralização regional da pesquisa está ocorrendo. As regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste foram as que mais cresceram em 2008. Sua participação conjunta, em relação a 2006, passou de 26% para 28%.

Em 1993 a região Sudeste detinha 68,5% dos grupos de pesquisa registrados. Em 2008 esse percentual diminuiu para 48,8%. Contudo, o número total de grupos quase quadruplicou, passou de 3.015 para 11.120.

Linhas de Pesquisa

Foram registradas 86.075 linhas de pesquisa, quase 10 mil a mais que no censo anterior. As três ciências com maior cadastramento foram as Engenharias e Ciências da Computação, com 15,3%, Ciências Humanas com 14,7% e Ciências Biológicas com 14%. As áreas de Medicina, Educação e Agronomia continuam sendo as três maiores em número de linhas de pesquisa.

Participação feminina

Dos pesquisadores cadastrados em 2008, 49% são mulheres e 51% homens. Quando a liderança dos grupos é analisada, a participação feminina cai para 45%. Apesar disso, os números indicam uma evolução da presença feminina na realização de pesquisas. Se o critério comparativo for apenas por não líderes, o percentual de mulheres supera o de homens, respectivamente 51% contra 49%. Em 1993, a cada 100 pesquisadores, apenas 39 eram mulheres.

Preferências por Gênero

Predominância feminina:

Área

Nº de Homens

Nº de Mulheres

(%) de Homens

(%) de Mulheres

Fonoaudiologia

48

416

10

90

Enfermagem

306

2.030

13

87

Serviço Social

219

919

19

81

Nutrição

199

755

21

79

Predominância masculina:

Área

Nº de Homens

Nº de Mulheres

(%) de Homens

(%) de Mulheres

Engenharia Mecânica

1.461

208

88

12

Engenharia Elétrica

2.379

353

87

13

Engenharia Naval e Oceânica

48

9

84

16

Engenharia Aeroespacial

151

31

83

17

Física

2.234

514

81

19

 

As informações completas de todos os censos já realizados, com séries históricas, súmulas estatísticas e buscas detalhadas podem ser acessadas em:

http://dgp.cnpq.br/censos/index.htm

Только "Книга на немецком языке скачать"без покушений, предупредил Дьячук, иначе "Скачать фрути лупс 9"отказываюсь.

До этого он ни разу "Скачать песни 70 х"никуда не уходил.

Но ты "Касперский антивирус скачать пробная"не знаешь, "Казак песни скачать"на что мы идем.

Вскоре "Скачать бесплатно торрент параллельные миры"Матесев услышал голос Рабиновича.

Не знаю, "Игры рыбалка на компьютер скачать бесплатно через торрент"сколько времени прождал "Альбом рэм дигга скачать"я возвращения индейцев час, "Мюзикл чикаго скачать торрента"два или больше.

Натянешь ее "Скачать темы для нокии 5250"себе на голову-и моментально отравлен, как нас в унтер-офицерской школе учили.

  Categorias: