Editais lançados nesta terça-feira, 22, pela Fapema, somam R$ 19 milhões

Editais lançados nesta terça-feira, 22, pela Fapema, somam R$ 19 milhões
fevereiro 22 15:38 2011

Foto-3-Editais-Fapema-fotoVisando fortalecer a ciência, tecnologia e inovação no Estado, a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), lançou nesta terça-feira, 22, o pacote de editais 2011. Ao todo são 34 editais que somam investimentos no valor de R$ 19,2 milhões. Algumas das chamadas públicas são inéditas no estado a exemplo do edital de divulgação científica “Programa Maranhão faz Ciência”, voltado para professores do ensino médio. A perspectiva do governo é que as ações de ciência e tecnologia cheguem ao um maior número de municípios maranhenses.

O lançamento dos editais foi realizado no auditório do Palácio Henrique de La Rocque e contou com a participação do secretário de Ciência e Tecnologia, João Bringel, que na ocasião representou a governadora Roseana Sarney, da diretora-presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra, professores, pesquisadores, alunos do ensino médio, pró-reitores e reitores das universidades Federal do Maranhão (Ufma) e Estadual do Maranhão (Uema), do Centro Universitário do Maranhão (Uniceuma) e do Instituto Federal do Maranhão (Ifma).

 “A Fapema cumpre o seu papel lançando esses editais que são mecanismo democrático de redirecionamento dos recursos público para o fomento da pesquisa e inovação no Estado”, disse o secretário João Bringel destacando que os editais contemplam todas as áreas do conhecimento e incentiva pesquisa nas empresas e nas escolas de ensino médio.

Os R$ 19,2 milhões serão investimento em projetos de pesquisa, extensão, divulgação científica, intercâmbio e produção de tecnologia e inovação. A quantidade de editais, deste ano, já é 240% maior do que os abertos em 2009. Dos 34 editais, sete são inéditos no estado: Programa Bolsista Destaque, Formação de Rede de Pesquisa da Baixada Maranhense (Redebax), Programa de Cooperação Internacional entre a Fapema e o Inria, Apoio a incubadoras de empresas, Programa Maranhão Faz Ciência, Programa de Divulgação Científica da Fapema, Programa de Apoio a Núcleos Emergentes e Concurso para arte do troféu do Prêmio Fapema.

Destaque para o Programa Maranhão faz Ciência que contempla professores do ensino médio que vão orientar quatro alunos que receberão bolsas do CNPq. A bolsa do professor será paga pela Fapema. “Este é um projeto que já vem sendo desenvolvido em outros estados e eu ouvi os resultados dele na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e fique muito impressionado, então começamos a planejar o lançamento de edital semelhante no Maranhão”, contou Rosane Guerra informando que o edital vai estar na página da Fundação (www3.fapema.br) ainda este mês.

Rosane Guerra frisou que as ações de ciência e tecnologia não são voltadas somente a mestres e doutores. “São ações que desde o aluno do ensino fundamental até o empresário podem ser multiplicadas e alavancadas”, observou. Editais-Fapema-foto-Handson

Investimentos e expectativas – Os recursos para esses editais são oriundos da própria Fapema (R$ 10 milhões) e o restante foi captado junto a parceiros nacionais como o CNPq (R$ 2,6 milhões), Finep (R$ 2 milhões) e Decit (R$ 600 mil), além do convênio internacional com o Institut National de Recherche em Informatique et Automatique (Inria), da França (R$ 1 milhão). O montante mais expressivo  de recursos é o destinado às bolsas de mestrado e doutorado, em instituições do Maranhão, que somam R$ 3 milhões. O edital é de fluxo contínuo, ou seja, ficará aberto durante todo o ano. A ideia é estimular a formação de maior número de mestres e doutores no estado.

O anúncio dos novos editais foi recebido com grande expectativa por reitores e pró-reitores presentes no evento.  O pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do Ifma, José Hilton Gomes Rangel, disse que ações dessa natureza auxiliam no sentido de promover o incentivo aos pesquisadores.

O reitor da Uema, José Augusto Oliveira também elogiou a iniciativa da Fundação. “Quando a Fapema lança esses editais ela dar evidência do quer deseja: o desenvolvimento do Estado. Também dessa maneira ela dar um incentivo todo especial aos pesquisadores para que possam desenvolver ação de geração do conhecimento que é tão importante para o Maranhão que vive um momento especial com grande sinalização para o seu crescimento”, disse o reitor.

Para o reitor da Ufma, Natalino Salgado, o lançamento do pacote de editais é “um momento de festa e alegria para os pesquisadores maranhenses e um grande passo que consolida o papel da Fapema, que é fomentar a pesquisa e a inovação no Estado”.     

  Categorias: