Edital Centelha 2: Governo do Maranhão investe cerca de R$ 1,5 milhão em projetos de inovação e empreendedorismo

O edital é resultado de um esforço conjunto do Governo do Maranhão, por intermédio SECTI e da FAPEMA, em parceria MCTI e a FINEP.

Edital Centelha 2: Governo do Maranhão investe cerca de R$ 1,5 milhão em projetos de inovação e empreendedorismo
dezembro 17 10:30 2021

O Governo do Maranhão e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Tecnológico do Maranhão (Fapema) continua não medindo esforços para seguir investindo em ciência no estado e desta forma, lançou na última quarta-feira (15/12), o edital edição nº 02 do Programa de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – Centelha Maranhão.

A submissão de propostas das ideias inovadoras pode ser feitas até o dia 23 de março de 2022. Confira o edital no link: https://www.fapema.br/edital-fapema-finep-no-027-2021/

A solenidade de lançamento aconteceu no auditório do Edifício João Goulart, no Centro Histórico de São Luís, sob a coordenação do secretário de Estado da Secti, Davi Telles e do diretor-presidente da Fapema, André Santos.

O presidente da Fapema, André Santos, assinou o edital, juntamente com o secretário Davi Telles e o diretor de desenvolvimento científico e tecnológico e o superintendente da área de pesquisa aplicada e desenvolvimento da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), respectivamente, Marcelo Bortolini e Marcelo Camargo.

André Santos ressaltou a importância a aproximação da academia com as empresas para que haja a transformação da sociedade de forma satisfatória. “Vejo como um eixo de atuação muito  importante porque todos estão interligados. Parabenizo essa ação da Finep, a Secti que fazer a atuação específica e obrigada a todos que estiveram conosco hoje. Continuemos a revolucionar a ciência e tecnologia no Maranhão”, disse o presidente da Fapema.

Segundo Davi Telles, na inovação o ecossistema é absolutamente fundamental porque é um ambiente orgânico que vive em constante transformação e agradeceu a presença de várias instituições no lançamento do edital Centelha 2. “Nós fizemos questão de representar neste dispositivo todas as instituições que estão direta e indiretamente envolvidas com o tema. Temos um profundo respeito por todas as instituições que são focadas em desenvolvimento e promoção da dignidade humana, em preservação do meio ambiente e em industrialização do Brasil”, pontuou o secretario da Secti.

O evento contou ainda com autoridades de diferentes instituições de ciência, tecnologia, inovação e educação do Maranhão, como por exemplo, a Academia Maranhense de Ciências (AMC), a Universidade Ceuma, a Associação Comercial do Maranhão (ACM), o Sistema Fiema,  a Sociedade Brasileira para o Progresso à Ciência (SBPC), o Instituto Federal do Maranhão (Ifma), a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), a Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Na última quinta-feira, 16, o coordenador de Inovação e Empreendedorismo da Fapema, Maurício Sá, esteve na Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uemasul) onde realizou o lançou o edital Centelha 2 na presença da reitora, Elizabeth Fernandes, pró-reitores, professores e alunos da instituição. Na oportunidade, visitou outras instituições da região, como o Núcleo de Tecnologias Digitais da Universidade Ceuma em Imperatriz.

Sobre o programa

O Programa Centelha Maranhão é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), com investimentos do com investimentos do Consenho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (CNPq) e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e Fundação Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI) com execução pela Fapema e a Secti.

O objetivo é disponibilizar módulos de aprendizado para a comunidade acadêmica, oferecer suporte financeiro e conexão com empresas e empreendedores, para a constituição de novos negócios.

No Maranhão, o programa é executado como parte do eixo Universidades do Programa Inova Maranhão, comandando pela Secti. Em sua primeira edição, em 2019, o edital teve 240 ideias submetidas e 693 empreendedores capacitados.

O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Maranhão. O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

Os recursos para esta edição de cerca de R$ 1,5 milhão, destinados a projetos inovadores nas seguintes áreas temáticas: Automação; Big Data; Biotecnologia e Genética; Blockchain; Design; Eletroeletrônica; Geoengenharia; Inteligência Artificial e Machine Learning; Internet das Coisas (IoT); Manufatura Avançada e Robótica; Mecânica e Mecatrônica; Nanotecnologia; Química e Novos Materiais; Realidade Aumentada; Realidade Virtual; Segurança, Privacidade e Dados; Tecnologia Social; Tecnologia da Informação (TI) e Telecom, prioritariamente oriundos de demandas da economia maranhense.

O Cetelha 2 apoia também projetos inovadores que tenham suas soluções aplicadas aos seguintes setores: Administração Pública; Aeroespacial; Agronegócio; Automotivo; Bens de Capital; Borracha e Plástico; Cerâmica; Comércio e Varejo; Construção Civil; Construção Naval; Economia Criativa; Economia do Turismo, Gastronomia, Eventos e Lazer; Educação; Elétrico e Eletrônico; Energia; Fabricação de Alimentos e Bebidas; Farmoquímico e Farmacêutico; Financeiro; Jurídico; Madeira e Móveis; Marketing e Mídias; Meio Ambiente e Bioeconomia; Mercado Imobiliário; Metal-Mecânico e Metalurgia; Mineração; Papel e Celulose; Pesca e Aquicultura; Petróleo e Gás; Químico; Saúde e Bem Estar; Segurança e Defesa; Social; Tecnologia da Informação e Telecomunicações; Têxtil, Confecção e Calçados; e Transporte, Logística, Mobilidade, prioritariamente oriundos de pesquisas e inovações das Instituições de Ensino Superior (IES) do Maranhão.

 

Fotos: Vínicius Porto (Secti/MA)

  Categorias: