Educação é usada para preservação ambiental na ilha de São Luís

Educação é usada para preservação ambiental na ilha de São Luís
junho 13 15:11 2014

ma-sao-jose-de-ribamar-praia-de-aracagi-030A educação ambiental é considerada uma importante ferramenta para a conservação dos recursos naturais. Nessa linha, um projeto apoiado pelo edital Universal N° 01/2012 da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA e coordenado pela professora doutora Andréa de Araújo buscou promover a EA no município de Raposa, Maranhão.

Iniciada em 2010 e visando a preservação e a diminuição dos problemas ambientais encontrados nessa área, a equipe de trabalho procurou analisar especificamente a qualidade da água de bacias no entorno de escolas comunitárias situadas na Raposa, com o auxílio de alunos do ensino médio e fundamental.

O objetivo principal do trabalho é conscientizar os moradores da localidade pesquisada quanto aos cuidados que devem tomar com o meio ambiente, partindo do monitoramento da qualidade da água que eles mesmos consomem.

O grupo de pesquisa em Educação Ambiental da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA selecionou duas escolas comunitárias de Raposa-MA: Escola Comunitária Professora Conceição Costa e Unidade Integrada Santo Antônio, que possuem corpo d’água em seus arredores.

Foram divididas equipes entre os alunos, os quais receberam kits de qualidade de água, que continham reagentes, com a função de avaliar o grau de cada substância presente na água analisada. Com isso foi possível perceber se a água estava própria para o consumo.

De acordo com o projeto, o “principal foco é a análise do monitoramento da qualidade da água nas bacias hidrográficas no entorno da comunidade escolar. A escola por sua vez, é tida como referência pela comunidade, estabelecendo um ponto importante que atravessa os muros do espaço escolar, de forma a resgatar a identidade do corpo d’água desta região em que a escola esta localizada, assim como chamar a atenção para as ações do próprio homem do modo como está ocupando o território e utilizando à água”.

Um dos locais utilizados pela equipe de pesquisa para a avaliação da água foi na estrada do Araçagi, num local chamado de Poste Vermelho, próximo a praia. Os alunos foram levados para fazer a coleta da água e utilizaram o kit de qualidade de água, auxiliados pela equipe.

O local escolhido é uma área de preservação permanente, mas o que foi constatado é que há a presença de residência na área, além de certa quantidade de lixo. Após as análises, a equipe observou que a água dessa localidade está imprópria para o consumo.

A partir desse resultado, os alunos realizaram debates e a equipe de pesquisa está desenvolvendo materiais didáticos de conscientização voltados à comunidade, visando a participação da mesma na conservação ambiental da localidade onde moram.

  Categorias: