Empresários aprovam FINEP 30 dias e já cadastram novos projetos

Empresários aprovam FINEP 30 dias e já cadastram novos projetos
setembro 05 17:50 2013

finep30dias

Anunciado na terça (03/09) durante o Congresso da CNI, o FINEP 30 dias, nova metodologia de análise de projetos da Agência Brasileira da Inovação começou a todo vapor. Apenas em 24 horas, 90 empresas já acessaram o formulário, sendo que 30 fizeram apenas o login (com recebimento de senha) e outras 60 iniciaram o processo de cadastro, com resposta às perguntas e envio de dados.

Mas um outro aspecto chamou atenção: quatro companhias (duas da área de energia e duas ligadas ao agronegócio) já completaram o pedido de financiamento.Trocando em miúdos, elas terão a avaliação de mérito e o enquadramento do projeto finalizados já em outubro.

De acordo com o presidente Glauco Arbix, a ampla demanda do Inova Empresa – R$ 56,2 bi – estimulou esta iniciativa. “Diante dessa ampla procura é que buscamos nos reinventar e, agora, em até 30 dias vamos dar a resposta às solicitações de recursos. São 86 indicadores de inovação neste novíssimo método que nos enche de orgulho”, comemorou.

O empresariado comemora: “estamos convencidos da eficácia do modelo FINEP 30 Dias. Tanto é verdade que inscrevemos cinco novos projetos de uma só vez. Esse foi o grande atrativo que nos trouxe aqui. Para 2014, vamos inaugurar um centro de Pesquisa e Desenvolvimento que vai avalancar a Dori Alimentos e fazer com que ela faça a diferença no mercado”, disse Edivaldo Colombo, Gerente de Inovação e Tecnologia da Dori Alimentos

Luiz Furlan, ex-ministro do MDIC, da Brasil Foods, fez coro: “estou alinhado com o presidente da FINEP na concepção e criação do FINEP 30 Dias. Esse modelo pode ser considerado uma revolução na maneira de conceder financiamento. A iniciativa vai agilizar o processo, atrair novas empresas e superar os gargalos que, muitas vezes, emperram o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos. O mercado precisa de mecanismos facilitadores, que estimulem a inovação e, consequentemente, a produção”, disse

O FINEP 30 dias é baseado em um rating (novo indicador de sensibilidade acerca da trajetória de investimento em inovação da empresa), modelo dinâmico e com evolução constante. Ele será comparado à média do setor no qual a empresa está inserida, adotando-se como referência os dados publicados pela Pintec (Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica).

O rating é de fato o grande pulo do gato do novo sistema, que possui uma interface amigável. Com o FINEP 30 dias, a empresa apresenta seu projeto por meio de um formulário simplificado e objetivo.

A partir destas informações, a equipe da FINEP fará a análise financeira com a avaliação do risco de crédito, e a análise técnica, que inclui o mérito, as incertezas e os riscos da inovação. Por fim, no tempo que dá nome à iniciativa (em até 30 dias), a FINEP dará uma resposta oficial sobre os méritos do projeto e suas condições.

O encaminhamento dos projetos é simples. Basta que o cliente preencha o formulário, dividido em dois grandes temas: o Formulário Empresa e o Formulário Projeto. O primeiro contém informações necessárias à análise retrospectiva da empresa, e o segundo, à analise prospectiva (incluindo análise do Projeto). Os 30 dias da primeira fase começam a contar quando a FINEP recebe ambos os formulários preenchidos, e terminam no momento em que é comunicado ao interessado as condições financeiras e de contratação.

A metodologia se divide em três fases. A primeira trata do cadastro, análise e deliberação. Essas atividades deverão ser concluídas em um mês. A segunda cuida do contrato, contemplando a análise das garantias e documentos jurídicos até a primeira liberação de recursos, no prazo máximo de até 60 dias, contra os 120 praticados em 2012. A terceira refere-se ao acompanhamento até o encerramento e à prestação de contas final. Para esta última fase, não há um tempo determinado porque depende da resposta das empresas.

  Categorias: