Produção científica do Maranhão é apresentada na 66ª Reunião Anual da SBPC no Acre

Produção científica do Maranhão é apresentada na 66ª Reunião Anual da SBPC no Acre
julho 21 19:19 2014

20110101 100649As produções cientificas do Maranhão e apoiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – FAPEMA poderão ser vistas na 66ª Reunião Anual da SBPC durante o período de 22 a 27 de julho de 2014 na Universidade Federal do Acre, em Rio Branco.

Quem visitar o stand da Fundação instalado na ExpoT&C vai conhecer trabalhos desenvolvidos nas mais diversas áreas.

No local além de livros, revistas e CDs com a temática Ciência, tecnologia e inovação, estarão expostos revistas e folders das áreas de turismo, cultura e indústria e comércio, mostrando um estado que tem uma carta de investimento de R$ 100 milhões e que se destaca com grandes oportunidades para implantação de novos negócios.

“A SBPC é um espaço de interação para pesquisadores, professores e estudantes. O governo do Maranhão não poderia ficar de fora de tão importante evento onde podemos mostrar as ações, produtos e serviços do estado e conhecer a produção de todas as regiões do país, já que todos estão representados no evento seja com stand, com palestras, minicursos ou oficinas”, disse a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra.

O stand da Fundação na SBPC de 2013, realizada em Recife, recebeu milhares de pessoas durante os cinco dias do evento. O público maior de visitantes ocorreu durante o lançamento de livros de pesquisadores maranhenses apoiados pela FAPEMA.

Dentre os livros lançados, destaque para o livro Pesquisadores do Maranhão, organizado pelo Núcleo de Difusão Científica da FAPEMA. A publicação traz o resumo de projetos de pesquisas que receberam o financiamento da Fundação por meio de editais como o Universal, PPP e Maranhão Faz Ciência. “Esperamos uma visitação ainda maior este ano no nosso stand”, salientou a presidente.

Sem fronteira

O tema da SBPC deste ano,”Ciência e Tecnologia em Uma Amazônia Sem Fronteiras”, tem como proposta a discursão sobre como a ciência e a tecnologia podem causar impacto no conhecimento e desenvolvimento da Amazônia.

“O estado do Maranhão, por também fazer parte da Amazônia Legal, juntamente com o Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Mato Grosso; tem todo o interesse em participar dos debates que surgirão a partir do tema proposto”, reforço Rosane Guerra.

Apoio

Como contribuição para o sucesso do evento, a FAPEMA está apoiando, por meio de edital, a participação de alunos com o financiamento de parte das despesas com passagem, alimentação e inscrição no evento. Ano passado, o Maranhão foi o segundo estado com maior número de inscritos na SBPC realizada em Recife, perdendo apenas para o estado cede do evento.

Novidades

A SBPC deste ano inova ao abrir um espaço maior para a participação da família. A ideia da abertura do evento na terça-feira e o encerramento no domingo – nas outras edições a abertura era no domingo e o encerramento na sexta-feira – visa, exatamente dar oportunidade para as famílias conhecerem o que está sendo exposto e apresentado no evento já que os passeios em família geralmente acontecem nos fins de semana. O Dia da Família na Ciência promete atrair um grande número de pessoas.

Outra novidade, a SBPC Indígena, que inclui debates acerca do universo indígena como “Ciência e Educação Indígena”, “Saúde Indígena”, além da realização de rituais e apresentações musicais de povos indígenas do Brasil, Bolívia e Peru, também deve ser uma atração de sucesso do evento.

Como em anos anteriores, o acesso é livre e gratuito em todas as atividades da reunião (exceto minicursos): conferências, mesas-redondas, encontros, sessões de pôsteres, atividades culturais (SBPC Cultural), atividades para estudantes do ensino básico ou técnico (SBPC Jovem) e exposições (ExpoT&C).

  Categorias: