FAPEMA assina acordo de cooperação para CT&I com o Reino Unido

FAPEMA assina acordo de cooperação para CT&I com o Reino Unido
julho 22 17:05 2014

ADSC 4333EDITADAA Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) aderiu, nesta terça-feira (22), a dois convênios com o Fundo Newton, uma cooperação internacional entre Brasil e Reino Unido, que vai possibilitar aos pesquisadores maranhenses intercâmbio em universidades inglesas com o auxílio financeiro aos projetos de pesquisa.

A assinatura aconteceu durante o Fórum do CONFAP (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa) em Rio Branco, no Acre, cidade que cedia também até dia 27 a 66ª Reunião Anual da SBPC, que tem a participação do governo do Maranhão, por meio da FAPEMA.

Os convênios preveem o lançamento de dois editais, um voltado à cooperação internacional em missões de curta duração e o outro voltado às ações conjuntas no Brasil e no Reino Unido, segundou explicou a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra.

A previsão é que os dois editais sejam lançados já no mês de agosto. A presidente destacou que a ação representa a internacionalização do que está sendo feito no Maranhão nesta área.

“Conseguimos estimular e fazer crescer a pesquisa dentro do estado, as cooperações nacionais e agora estamos fortalecendo a globalização das atividades de Ciência e Tecnologia a partir dessas cooperações internacionais que visam estimular a formação de recursos humanos e também abrir novas fronteiras para pesquisa cientifica e tecnológica no Estado”, destacou Rosane Guerra.

Investimentos

No início deste ano, a FAPEMA firmou outro convênio importante com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES que vai injetar recursos no valor de R$ 31,2 milhões nas atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Maranhão.ADSC 4329EDITADA

A finalidade do acordo é instituir a cooperação técnico-científica entre as duas instituições visando a execução de um conjunto de ações de qualificação de docentes, a fixação de jovens pesquisadores, o estímulo à cooperação acadêmica e o apoio à infraestrutura para formação de recursos humanos e para a pesquisa.

As ações são destinadas a reforçar e ampliar a formação de recursos humanos altamente qualificados pelos programas de pós-graduação Stricto sensu das instituições de ensino superior sediadas no Maranhão.

“Com o convênio estamos ampliando em R$ 20 milhões a injeção de recursos do governo federal no Maranhão para a área de ciência e tecnologia” destacou a diretora presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra, explicando que dos R$ 31,2 milhões, R$ 10,9 milhões são contrapartida do Governo do Estado.

“Este é o maior convênio já firmado pela FAPEMA. Os investimentos do Governo Federal somam-se aos crescentes recursos que a governadora Roseana Sarney, tem feito nesta área”, completou Rosane Guerra lembrando que nos últimos cinco anos a FAPEMA mais que dobrou o número de atendimentos aos pesquisadores maranhenses.

“Com isso temos hoje no estado um maior número de doutores. E quando você tem uma população melhor qualificada você também tem um estado mais desenvolvido”, destacou a presidente da Fundação.

  Categorias: