Fapema lança três novos editais com o objetivo de impulsionar cadeias produtiva e social

Fapema lança três novos editais com o objetivo de impulsionar cadeias produtiva e social
julho 21 19:08 2017

cadeia-produ1O Governo do Estado do Maranhão, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) realizaram nesta quinta-feira, dia 20, no auditório do Palácio dos Leões, o lançamento de três novos editais da fundação: Comuni, Cadeia Produtiva do Meliponicultura e Apicultura e Cadeia Produtiva da Mandioca.

“É uma tarefa muito difícil, mas estamos tentando alinhar os novos editais sempre o máximo possível à academia, setores produtivos, governo, movimentos sociais etc. Nossa intenção é desenvolver editais a partir dessas articulações. Pensar as cadeias produtivas a partir da pesquisa, mas com um olhar voltado para a inovação”, disse o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira.  

A solenidade contou com uma palestra do economista Felipe Macedo de Holanda, professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e presidente do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) e da doutora em Economia Pública, Planejamento e Organização do Espaço pela Universidade de Paris, Tania Bacelar de Araujo, sócia-diretora da Consultoria Econômica e Planejamento (Ceplan).

De acordo com a Dra. Tania Bacelar de Araujo, o momento do Brasil é de crise e um dos aspectos da crise é a crise fiscal, o que tem levado a cortes importantes nas políticas públicas, inclusive políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação.

alt“É um absurdo porque vai à contra mão de mudanças que tão acontecendo no mundo e que precisam ocorrer no Brasil também. Mudanças nos padrões produtivos profundas. Nós estamos chamando de Quarta Revolução Industrial. Tem mudanças no padrão de consumo que tem a ver com mudanças no padrão de valores da sociedade. Essas mudanças estão levando a valorizar o conhecimento e esse tipo de edital vai na direção correta de valorizar a relação entre pesquisa e inovação com os desafios do desenvolvimento de cada lugar”, destacou a graduada em Ciências Sociais pela Faculdade Frassinetti do Recife e em Ciências Econômicas pela Universidade Católica de Pernambuco.

Segundo o economista Felipe Macedo de Holanda, foram debatidos alguns temas relacionados a duas políticas importantes de desenvolvimento do estado, que é o plano de ações Mais IDH e o Sistema Estadual de Produção e Abastecimento.

“Discutimos isso do ponto de vista do desenvolvimento regional colocando o Maranhão em perspectiva no Nordeste e no Norte do país, abordando três aspectos importantes: o planejamento territorial e as suas funcionalidades; temas ligados a capacitação e formação de capacidade técnica no Estado; e a questão do acesso aos fundos constitucionais e outros mecanismos de financiamento para o desenvolvimento da região”, explicou o professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), mestre em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas.

altEditais

O edital Comuni tem como objetivo apoiar projetos de extensão, em interface com a pesquisa, a serem desenvolvidos preferencialmente nos municípios do Maranhão com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), visando à realização de ações transformadoras voltadas aos aspectos sociais, ambientais, políticos e econômicos do estado.

Para este edital, estão reservados recursos financeiros no valor total de R$ 600 mil oriundos do tesouro estadual alocados no orçamento da Fapema. Articulados com as ações para o aumento do IDH, o Comuni é uma parceria com a Secretaria dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

Outro edital que será lançando no mesmo dia é o Cadeia Produtiva do Meliponicultura e Apicultura, que tem como objetivo apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação voltados à cadeia produtiva do mel a serem desenvolvidas em instituições de pesquisa e/ou ensino superior sediadas no estado do Maranhão.

Também será lançado o edital Cadeia Produtiva da Mandioca com o intuito de apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação voltados à cadeia produtiva da mandioca a serem desenvolvidas em instituições de pesquisa e/ou ensino superior sediadas no Maranhão. Para os editais Cadeia Produtiva do Meliponicultura e Apicultura e Cadeia Produtiva da Mandioca serão destinados R$ 250 mil para cada um. 

  Categorias: