FAPEMA participa da abertura de seminários voltados ao estudo da África

FAPEMA participa da abertura de seminários voltados ao estudo da África
maio 26 17:53 2014

DSC 4093editadaO II Seminário Àfrica Brasil-Estado e Políticas Públicas na África: Desafios Contemporâneos e o II Encontro dos Estudantes Africanos da Universidade Federal do Maranhão – UFMA foram abertos paralelamente na tarde da quarta-feira, 21, no Auditório Central do Centro Pedagógico Paulo Freire, na UFMA.

Os eventos, que receberam apoio da da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão-FAPEMA, foram realizados pelos estudantes africanos da UFMA; Grupo de Pesquisa Estado Multicultural e Políticas Públicas-UFMA; Conexões de Saberes-UFMA e Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros-UFMA.

Na ocasião a presidente da FAPEMA, Rosane Nassar Meireles Guerra, foi representada pela coordenadora do Núcleo de Difusão Científica – NDC, Nathalia Ramos.

A coordenadora elogiou a iniciativa e falou da satisfação da FAPEMA em fazer parte dessa parceria. “A Fapema se sente honrada em apoiar eventos que trazem temáticas tão importantes para sociedade e ainda saber que cumpre sua função diante de professores e estudantes”, disse.

Nathalia Ramos lembrou ainda que a Fundação disponibiliza editais que abrangem várias áreas do conhecimento. 

O Seminário teve como objetivo a promoção do debate acadêmico entre intelectuais africanos e brasileiros acerca das temáticas referentes ao continente africano e à presença africana no Brasil.

Participaram da abertura o professor doutor em História, da Stanford University, também professor visitante na Universidade Federal da Bahia – UFBA, Jacques Depelchin; Professor doutor do Curso de Ciências Sociais da UFMA e coordenador do NEAB, Carlos Benedito; a Professora doutora e coordenadora dos eventos, Elizabeth Maria Beserra Coêlho;Representante do PET Conexões de Saberes, Cristina Bunn; Representante do Movimento Negro, Luis Alves Ferreira e professores, acadêmicos da UFMA e convidados.

A conferência de abertura ficou por conta do professor doutor em História, da Stanford University, também professor visitante na Universidade Federal da Bahia-UFBA, Jacques Depelchin, que teve com tema: “Emancipação da Humanidade e o Ensino de História da África”.

“Precisamos vencer alguns desafios criados pelo capitalismo e sobre o que é de fato humanidade e o que gira em torno dessa palavra, isso vamos conversar na palestra”, pontuou Depelchin.

Para o acadêmico de Ciências Sociais da UFMA, Siaca Dabó, o encontro tem grande valor porque reúne de um lado professores e do outro estudantes para debater assuntos importantes do Brasil/ África.

“Teremos oportunidade de fazer uma crítica sobre a forma distorcida em que foi construída imagem da África aqui no Brasil. Na África há grandes pensadores que não são estudados aqui”, observou.

  Categorias: