Fapema participa de aula Inaugural do Curso de Imersão em Línguas

Fapema participa de aula Inaugural do Curso de Imersão em Línguas
dezembro 14 17:56 2015

A partir dessa segunda-feira, 14, jovens que estão participando do Cidadão do Mundo, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia, entram em uma nova etapa do programa, que é o de aperfeiçoamento em idiomas, inglês, francês ou espanhol, de acordo com a escolha de cada estudante. O início dessa nova fase, penúltima do primeiro edital do Programa, aconteceu no auditório do Palácio dos Leões e contou com a participação do secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Bira do Pindaré, da diretora científica da Fapema, Silvane Magali, dentre outras autoridades.

00cidadaodomundoDe acordo com Silvane Magali, cada jovem que está no Programa ganha uma nova condição como oportunidade para promover condições de desenvolvimento para o Maranhão. “E nós precisamos disso: pessoas que assumam compromissos com a transformação do nosso Estado”, enfatizou a diretora científica.

Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Bira do Pindaré, essa etapa é mais um indicativo do sucesso do Cidadão do Mundo. “Estamos muito animados porque até aqui toda a execução tem sido muito bem realizada e isso é positivo”, enfatizou. O secretário falou, ainda, que o Curso de Imersão em Línguas é mais um avanço do Maranhão na área de ciência, tecnologia e inovação. “Esses jovens que estão participando do edital 2015 darão uma colaboração relevante para o Estado pois, além de vivenciarem um novo momento dessas áreas e do ensino do Maranhão, ajudarão a aperfeiçoar o Programa”.

Fabiana Moura, coordenadora do programa, explicou que os jovens que participam dessa nova etapa do Cidadão do Mundo são os que foram selecionados por meio do Teste de Nivelamento. “Todos foram convidados por e-mail e por SMS, pois a presença deles na Aula Inaugural foi fundamental para a validação da matrícula”, explicou.

Programa – O Cidadão do Mundo contempla jovens que têm entre 18 e 24 anos, oriundos de escolas da rede pública. A previsão, conforme o secretário, é que saiam novos editais todos os anos, abrindo vagas para que mais tenham a oportunidade de aprender um segundo idioma.

Bira do Pindaré aproveitou para destacar a importância dos jovens na preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal critério no processo seletivo do Cidadão do Mundo. “Quanto mais os estudantes maranhenses de escolas públicas se dedicarem e se esforçarem para conseguir melhor desempenho nas provas do Enem, mais chances terão para conseguir uma vaga nesse intercâmbio, que é totalmente pago pelo Governo do Estado. A pessoa participa sem nenhuma despesa”, frisou.

No intercâmbio, os jovens terão assegurados pelo Governo do Maranhão, dentre outros benefícios, uma bolsa de estudo mensal no valor de R$1500, moradia, auxílio na saúde, assistência psicológica para os beneficiados e suas famílias, Citytour com visitas a museus e instituições de Ensino e Pesquisa.

  Categorias: