Fapema realiza lançamento da 31ª edição da Revista Inovação

setembro 06 15:09 2017

revista-1-31O Governo do Estado do Maranhão, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) realizaram nesta terça-feira, dia 05 de setembro, o lançamento da 31ª edição da Revista Inovação, que divulga pesquisas voltadas à primeira infância.

O dispositivo de honra da solenidade contou com a presença do secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, representando o governador Flávio Dino; do diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira; da diretora-financeira da Fapema, Mariza Mendes; e da professora Liberata Campos Coimbra, representando os professores-pesquisadores presentes.

Segundo a professora Liberata Campos Coimbra, a Revista Inovação dá voz às pesquisas que vêm sendo idealizadas no Maranhão financiadas pelo Governo do Estado. “Sempre digo que as pesquisas têm três fases: o planejamento, a execução e a divulgação. Hoje a Fapema está chamando a atenção para um problema que é muito grave no Estado, que é a saúde infantil. Nós sabemos que o Maranhão tem um atraso histórico provocado por questões contextuais, políticas e sociais que causam consequências diretas na saúde das crianças maranhenses e precisamos vencer esse atraso”, disse a professora.

altPara o diretor-presidente da Fapema, Alex Oliveira, a Revista Inovação é um traço fundamental para entendermos a exclusão. “Quem são essas crianças? Negras, indígenas, pobres, quilombolas e deficientes. Elas representam um recorte preciso na nossa sociedade, em grupos sociais que são excluídos do processo. Essa exclusão precisa ser tratada pela ciência, que deve estar a serviço da redução dos nossos indicadores. Precisamos colocar a ciência a serviço da transformação e para isso contamos com a parceria dos pesquisadores maranhenses. Hoje nós temos orgulho de dizer que a Fapema é uma das poucas fundações de amparo à pesquisa no Brasil que continua ampliando investimentos na ciência, tecnologia e inovação”, afirma Alex Oliveira.

De acordo com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, a Fapema tem tido instrumento claro de crescimento em relação ao interesse geral de todos os cidadãos maranhenses e a partição dos recursos públicos destinados a pesquisa no Maranhão. “A Fundação trabalha a partir de critérios claros que levam em consideração o fato de que a pesquisa não pode se afastar da necessidade de transformar o mundo. Faço aqui um reconhecimento público ao que vem sendo feito pela Fapema. Tenho absoluta certeza que a comunidade acadêmica sente que tem uma fundação de amparo à pesquisa que dá vazão às suas necessidades a partir de critérios públicos e republicanos claros e sem deixar de levar em consideração a pesquisa além dos muros da academia”, ressaltou Davi Telles.

 

 

  Categorias: