Fiocruz sediará primeira reunião da Rede Internacional dos Institutos Pasteur no Brasil

Fiocruz sediará primeira reunião da Rede Internacional dos Institutos Pasteur no Brasil
outubro 16 12:15 2009

O Conselho de Diretores da Rede Internacional dos Institutos Pasteur se reunirá pela primeira vez no Brasil nos dias 19 e 20 de outubro. O encontro será na Fiocruz, única instituição brasileira associada à Rede, e marca as celebrações do Ano da França no Brasil. A Rede é composta por 32 Institutos Pasteur e instituições associadas, em todos os continentes. Seu objetivo é fomentar parcerias e colaborações para pesquisas científicas, treinamentos e promoção de serviços em saúde, com a meta de combater as principais doenças infecciosas que atingem as populações mundiais. Durante a reunião na Fiocruz, será renovado um convênio bilateral entre a Fundação e o Instituto Pasteur de Paris.

As duas entidades têm uma longa história de cooperações. O novo convênio reafirmará o acordo sobre a organização de projetos de pesquisa em conjunto e o intercâmbio de pesquisadores do Brasil à França e da França ao Brasil. Entre as novidades do convênio, destaca-se o favorecimento da cooperação entre Brasil, França e países africanos.

Todos os anos, o Conselhrede_Internacional_institutos_pasteuro dos Diretores se reúne para discutir os progressos das iniciativas conjuntas da Rede e estabelecer novos intercâmbios e parcerias. Um Bureau Executivo é responsável pelo monitoramento dos programas conjuntos. Durante a reunião, além da assinatura do convênio, também será eleito o presidente do Bureau Executivo.

A Rede compartilha valores como a solidariedade científica, a resposta às necessidades nacionais e a participação nas grandes políticas internacionais de saúde pública. Ela é composta por oito instituições da Europa (duas na França, uma na Itália, uma na Grécia, uma na Romênia, uma na Bulgária, uma na Rússia e uma na Bélgica); nove da Ásia-Pacífico (três no Vietnã, uma no Camboja, uma no Laos, uma na Coreia do Sul, uma na Nova Caledônia, uma em Hong Kong e uma na China); seis da África (Níger, Senegal, Costa do Marfim, República Centroafricana, Camarões e Madagascar); cinco das Américas (Guiana Francesa, Guadalupe, Canadá, Uruguai e Brasil); e quatro no Magrebe-Irã (Marrocos, Argélia, Irã e Tunísia). Os diretores de 25 dessas instituições já confirmaram presença na reunião.

  Categorias: